07/11/2021 às 08h00min - Atualizada em 07/11/2021 às 08h00min

Após reforma na brinquedoteca, Hospital do Câncer em Uberlândia amplia espaço de leitura para pacientes

‘Leiturinha no Hospital’ tem espaço lúdico e mais de 850 livros disponíveis

GABRIELE LEÃO
Espaço foi melhorado para incentivar conhecimento e criatividade | Foto: Hospital do Câncer/Divulgação

O Hospital do Câncer em Uberlândia ampliou o espaço de leitura para pacientes com a inauguração do projeto “Leiturinha no Hospital”. A iniciativa consiste na reforma de uma área da brinquedoteca, que funciona no terceiro andar do hospital, com destaque para a ambientação lúdica e acolhimento para pacientes e famílias. 

 

O projeto vai contemplar 100 pacientes atendidos mensalmente, de 0 a 18 anos, pela instituição para tratamento ambulatorial de quimioterapia e radioterapia, além de oferecer oito leitos de internamento. Para a ampliação, o HC contou com a doação de 850 livros, entre romances, quadrinhos, contos e títulos infanto-juvenis de grandes editoras brasileiras e 60 jogos e brinquedos educativos. Também houve a capacitação para voluntário e funcionários. 

 

A pedagoga e supervisora da brinquedoteca, Marcela Calixto, contou que a doação dos novos livros incentiva a leitura dos pacientes, principalmente entre as crianças.  “Entendemos que esse também é um momento em que podemos despertar algo novo nos pacientes. Temos diversos relatos de crianças que nunca tinham aberto um livro, mas que durante as visitas a brinquedoteca despertaram para esse hábito, sejam pelas cores, histórias ou desenhos”, comentou.

 

Além da doação de livros e ambientação do espaço, o Leiturinha no Hospital conta com capacitações em formato online para funcionários do hospital e voluntários sobre a mediação de leituras em hospitais e utilização do espaço, contação de histórias e alfabetização. 

 

“Entendemos o quanto esse espaço é produtivo para os pacientes e famílias atendidas e com a ampliação agora conta com novas mesas de leitura e estante de livros, brinquedos lúdicos e pedagógicos, o que vai beneficiar muito as nossas crianças, pois a leitura estimula a criatividade e o conhecimento”, afirmou a pedagoga.

 

Ainda de acordo com a supervisora da brinquedoteca, por conta da pandemia, atividades como contação de histórias e pintura, oferecidas pelos voluntários, foram suspensas e ainda não há previsão de retorno.


Notícias Relacionadas »
Comentários »