14/10/2021 às 10h20min - Atualizada em 14/10/2021 às 10h20min

Feriado de Nossa Senhora Aparecida termina sem acidentes com vítimas fatais na região

Entretanto, segundo levantamento Polícia Militar Rodoviária, onze pessoas foram presas por dirigirem embriagadas

DA REDAÇÃO
Acidentes com mortes tiveram queda de 35% I Foto: Arquivo Diário

O feriado prolongado de Nossa Senhora Aparecida foi relativamente tranquilo nas estradas da região. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), o movimento foi maior do que no ano passado. Um dos motivos é que as pessoas se sentiram seguras para viajar esse ano por causa dos números da pandemia que caíram. Mesmo com mais pessoas na estrada, não houve acidentes com vítimas fatais. 

 

A fiscalização nas rodovias foi intensificada de meia noite da sexta-feira (8) até as 23h59 da terça-feira (12).  Ao todo, 148 pessoas foram autuadas por infrações de trânsito. Houve também a apreensão de uma arma e nove munições. Foram feitas onze prisões por embriaguez ao volante, e oito por uso de outras drogas. Dois acidentes com vítimas foram registrados nas estradas da região de Uberlândia, e nenhum deles com vítimas fatais. Além disso, doze veículos foram removidos em fiscalizações.

Em todo o estado, a Polícia Militar Rodoviária registrou uma redução de 50% no número de mortes por acidentes neste feriado. A quantidade de acidentes com vítimas também caiu pela metade. Ao todo 4.048 autuações foram aplicadas. Entre elas, 543 em pessoas sem habilitação.

 

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

Os números da Polícia Rodoviária para o estado de Minas Gerais também foram positivos. Foram registrados 165 acidentes, 4% a menos do que os 172 do ano passado. Houve uma queda de 35% em mortes na estrada. Enquanto em 2020 morreram 17 pessoas, o número de óbitos esse ano chegou a 11. Queda também no número de feridos, que no ano passado foram 264, em 2021 ficou em 218, 17% a menos.
 

Em todo o estado, foram fiscalizados 11.929 veículos, 53 pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante, 459 multas por ultrapassagem proibida foram aplicadas, assim como 902 por falta de cinto de segurança e crianças sem cadeirinha. 


VEJA TAMBÉM:

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »