13/10/2021 às 12h11min - Atualizada em 13/10/2021 às 12h11min

Mulher é mantida em cárcere privado por mais de 12 horas no bairro Jardim Canaã

Filha do casal, de apenas 6 anos, também ficou na casa e presenciou o pai agredindo a mãe

DA REDAÇÃO

Uma jovem de 29 anos foi mantida em cárcere privado pelo marido por mais de 12 horas no bairro Jardim Canaã, em Uberlândia. Ela foi agredida com tapas e socos na frente da filha do casal, que tem apenas 6 anos. Nesta terça-feira (12), a mulher conseguiu ligar para a polícia e pedir ajuda. O suspeito, também de 29 anos, foi preso.

 

A vítima foi encontrada em casa com alguns ferimentos pelo corpo. Ela contou que estava sendo mantida em cárcere pelo companheiro desde a noite de segunda-feira (11). Disse ainda que a briga com o homem começou depois de um questionamento sobre o sustento da família, já que o suspeito está desempregado e ela afastada do trabalho. Foi então que o marido começou a agredi-la.

 

A mulher tentou persuadi-lo para ser liberada, mas não conseguiu. Ela tentou ligar para a polícia outras vezes, porém, ficou com medo de ser flagrada pelo agressor e temia pela vida dela e da filha. Por volta de 11h30 desta terça-feira (12), ela conseguiu ser liberada dizendo que ele poderia ficar no imóvel e que ela sairia com a menina para a casa de familiares. Assim que saiu a vítima aproveitou para ligar para a Polícia Militar (PMMG) e pedir socorro.

Os policiais foram até a residência e tiveram dificuldades para deter o suspeito, porque o imóvel estava trancado e ele apresentava resistência. Os militares conseguiram detê-lo e realizar a prisão pelos crimes de lesão corporal, ameaça e cárcere privado.

 

De acordo com o registro da ocorrência, o marido vinha ameaçando a mulher de morte há algum tempo. A vítima inclusive mostrou para os policiais mensagens de whatsapp com conversas do casal, em que ele fazia ameaças de morte, dizendo que não ficaria sem ela. 

 

Os policiais identificaram ainda que havia um mandado de prisão contra o rapaz, expedido pela comarca de São Joaquim da Barra, no estado de São Paulo, cidade natural do suspeito. Ele foi levado para a delegacia de plantão da Polícia Civil (PCMG) e em seguida encaminhado para o Presídio Jacy de Assis - Uberlândia I. Não foi informado o motivo do mandado de prisão.

 

A vítima foi socorrida e encaminhada para atendimento médico. A jovem demonstrou interesse em representar a denúncia contra o companheiro. Ela também pediu medida protetiva de urgência por causa das agressões sofridas e ameaças. A mulher contou ainda que as agressões presenciadas pela filha, vinha causando transtornos psicológicos à criança.

VEJA TAMBÉM:


 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »