09/10/2021 às 11h00min - Atualizada em 09/10/2021 às 11h00min

Verdão disputa o primeiro jogo contra a Aparecidense neste sábado (9)

Time joga no Sabiá às 15h; confronto vale o acesso para a Série C do ano que vem

DA REDAÇÃO
Jogo está marcado para acontecer às 15h no Parque do Sabiá | Foto: Divulgação

O Uberlândia Esporte Clube (UEC) entra em campo neste sábado (9) com o primeiro compromisso que definirá o acesso à Série C. No Parque do Sabiá, o Verdão enfrenta a Aparecidense (GO), às 15h, no jogo de ida das quartas de final.

 

O Uberlândia garantiu vaga nas quartas após vencer o Joinville (SC) nos pênaltis, jogando em Santa Catarina. Já o time goiano venceu o Cianorte (PR) em casa. Foram duas disputas bastante acirradas, o que deixa a expectativa de grandes jogos na disputa pelo acesso.

 

Enquanto o Uberlândia Esporte Clube busca retornar à Série C no ano do seu centenário, depois de ficar fora da competição desde 2003, a Aparecidense tenta um feito inédito: disputar a terceira divisão do Nacional.

 

Para o goleiro Rafael Roballo, o time cresceu com o jogo contra o Joinville, mas virou a chavinha e agora o foco é fazer uma boa partida contra a Aparecidense. Inclusive, o atleta conhece bem os adversários, pois enfrentou os goianos na edição passada da Série D.

 

“Conheço muito bem a Aparecidense. Ano passado enfrentei a equipe deles nas oitavas de final. Mudou pouca coisa o time deles. A estrutura mudou 15%, 20%. O treinador é o mesmo, a estrutura de jogo é a mesma. Sei das qualidades, um centroavante muito bom, que incomoda o jogo todo. Vão tentar impor o jogo deles. Vamos ter que saber anular a Aparecidense, pois têm muita qualidade. Claro que confiamos no nosso trabalho. Vai ser um jogo dificílimo, uma guerra, mas temos total confiança de conseguir criar uma vantagem aqui no Parque”.

 

Roballo disse ainda que o time está muito focado e determinado para encarar essa partida decisiva, mas sem deixar que a ansiedade atrapalhe a dinâmica do jogo. 

 

“O Sosa fala geralmente isso, que o espírito da decisão, a ansiedade, aquela tensão que ocorre às vésperas do jogo nos traz um sentimento de estar alerta. Isso controlado, pode ser a nossa vantagem. Claro que tudo que é demais pode prejudicar. Temos que confiar no que temos feito, por isso chegamos até aqui. Todos os clubes que chegaram nessa fase têm essas qualidade”.

 

 Autor do gol que garantiu a disputa de pênalti na fase anterior, o lateral-direito Kellyton sabe da importância que é esse jogo para o Uberlândia Esporte Clube. “É um jogo importante para nós atletas, para a instituição e para a cidade também. Já estamos focados no que temos que fazer, trabalhamos bem durante a semana. Acreditamos muito no trabalho que vem sendo desenvolvido, respeitando todos os adversários. É entrar bem e fazer esses dois grandes jogos”.

 

O fato de o Uberlândia jogar fora de casa não tem preocupado muito o lateral, que acredita que a disputa está aberta, com as chances de classificação iguais para as duas equipes.

 

“A gente tem feito grandes jogos fora de casa também, tanto na fase de grupos quanto nas decisões. Vai ser 50%, 50%. Quem errar menos vai levar. Somos uma equipe que faz bastante gols e tenho certeza de que a equipe deles também vai nos respeitar. É importante fazer um grande resultado dentro de casa e garantir a classificação fora”.

 

O técnico Chiquinho Lima tem trabalhado em cima do conhecimento adquirido com as partidas do adversário durante toda a competição e, assim como os demais, sabe que serão dois jogos bastante disputados.

 

“Um adversário experiente, com talentos individuais interessantes, que joga muito pelos lados do campo. Uma equipe agressiva que procura o ataque a todo momento, mas que também tem as suas dificuldades estruturais, organizacionais e é em cima dessas dificuldades que eles apresentaram durante esse processo de desenvolvimento que vamos procurar trabalhar para aproveitar os momentos e desequilíbrios para buscar o gol”.

 

O Uberlândia terá as ausências do volante Luanderson e do atacante Daniel Ribeiro, suspensos pelo terceiro cartão amarelo recebido durante a partida contra o Joinville.

 

LÉO MARTINS
A assessoria de imprensa do Uberlândia Esporte Clube divulgou um vídeo em que o jovem atacante Leo Martins, que vinha sendo destaque do time no Estadual até sofrer uma grave lesão no joelho direito na terceira rodada. Desde então, segue o processo de recuperação, tendo entrado poucos minutos contra a Caldense, na primeira fase da Série D.

 

Porém, foi necessário realizar uma intervenção cirúrgica para reparar o ligamento estirado. “Infelizmente tive que passar por cirurgia. Desde o início tentamos evitar o procedimento, mas não teve jeito. Ele estava meio bambo por causa do estiramento do ligamento. Mesmo fortalecendo, não consegui voltar. Até voltei, mas não estava me sentindo legal. Durante um treinamento senti o joelho falhar mais uma vez. Reunimos com o departamento médico quando optamos pela cirurgia”, disse o atacante. 

 

Léo já começou o processo de fisioterapia, mas não tem previsão de retorno. “Fiz a cirurgia no dia 27 de outubro e foi muito bom, deu certo. No primeiro dia de pós-operatório já comecei a fisioterapia e já deixei de usar muletas, que é muito importante. Está sendo uma recuperação muito boa”.


 

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »