27/09/2021 às 18h57min - Atualizada em 27/09/2021 às 18h57min

UFU anuncia retomada de parte das atividades presenciais e irá exigir comprovante de vacinação

Estudantes e servidores que não tenham sido vacinados não terão acesso aos campis; aulas teóricas continuarão de forma remota

DA REDAÇÃO

Com 104 votos a favor, 3 contra e 8 abstenções, foi aprovado pelo Conselho Universitário (Consun), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), na tarde desta segunda-feira (27), o retorno presencial de parte das atividades acadêmicas dos cursos de graduação. Foi estipulado que as atividades voltarão a partir do dia 29 de novembro. Além disso, estudantes e servidores que não tenham sido vacinados contra a Covid-19 não poderão ter acesso aos campis.

 

O vice-reitor da UFU, no exercício do cargo de reitor e de presidente interino dos Conselhos Superiores da UFU, Carlos Henrique Martins da Silva afirmou que, após cinco reuniões e quase 18 horas de debate, a UFU terá a volta integral de todos os seus componentes curriculares práticos e teóricos. Os componentes curriculares práticos terão oportunidade de serem feitos de forma presencial e os componentes teóricos irão se manter na sua forma remota.

 

Ainda de acordo com o vice-reitor, representantes dos três segmentos da comunidade acadêmica mantiveram como referencial a preservação da saúde e da vida de todos os envolvidos. “Tivemos um debate profícuo, um debate democrático, com a participação dos discentes, técnicos administrativos e docentes. De uma maneira muito tranquila, resolvemos a forma da nossa retomada dessas atividades letivas, sempre considerando o respeito à vida, a proteção das pessoas e, portanto, um retorno seguro, das nossas atividades letivas”, enfatizou.

 

De acordo com o documento, será obrigatório o uso de máscara de proteção em todo o ambiente da UFU, aberto ou fechado. Além disso, estudantes e servidores técnico-administrativos e docentes que não tenham sido vacinados estão proibidos de ter acesso aos espaços de realização de atividades letivas.

 

A Minuta de Resolução definiu, também, que caberá às pró-reitorias e à Prefeitura Universitária garantir a adequação dos espaços para as atividades de forma segura, bem como orientar sobre o uso dos espaços tais como bibliotecas, restaurantes universitários, moradia estudantil, ônibus intercampi e de equipamentos de proteção individual (EPIs) seguindo o Protocolo de Biossegurança da UFU e os Protocolos Internos de Biossegurança das Unidades Acadêmicas e Administrativas.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »