10/09/2021 às 15h42min - Atualizada em 10/09/2021 às 15h42min

Câmara aprova projeto que institui Semana Municipal do HipHop

Projeto visa valorizar o movimento como instrumento social e cultural

SÍLVIO AZEVEDO
Proposta prevê atividades em espaços públicos municipais, escolas e centros sociais | Foto: Pixabay

Com proposta de valorizar os artistas locais, a Câmara Municipal de Uberlândia aprovou nesta sexta (10), em primeira discussão, um projeto de lei que institui a Semana Municipal do Hip Hop. 

 

A proposta é de autoria da vereadora Dandara (PT) e propõe a promoção de trabalhos realizados nas diversas modalidades artísticas, que são características do movimento Hip Hop, em ações culturais como oficinas, debates e palestras. Também ficará estabelecido que o dia 12 de novembro será instituído no calendário do Município, como o Dia Municipal do Hip Hop.

 

De acordo com a vereadora autora do projeto, a comemoração da Semana do Hip Hop no município de Uberlândia tem o objetivo de fomentar e promover a conscientização da população sobre esta cultura, além de proporcionar a integração social entre jovens e apreciadores desta modalidade, através das manifestações artísticas e culturais em espaços diversos, com o apoio do Poder Público.

 

“O trabalho social que pode ser feito em torno dessa atividade artística vai além da música e da dança. É um estilo de vida, que utiliza as letras das músicas para expor problemas em comum. É uma união cultural que dissemina bons frutos através de organizações que abrigam, cada vez mais, jovens e crianças com uma filosofia com a qual se identificam e que serve como ferramenta de integração e inclusão social”.

 

As atividades realizadas durante a Semana Municipal do Hip Hop deverão ser realizadas em espaços públicos municipais, característicos de manifestações artísticas, adequados ao seu desenvolvimento, ou ainda em escolas e centros sociais.

 

Com apoio de quase todos os vereadores, a proposta foi aprovada em primeira discussão e deverá voltar ao plenário nas sessões da próxima semana para ser votada em segunda discussão.

 

MEIO AMBIENTE

Em meio a grandes discussões sobre queimadas, estiagem, tempo seco, a Câmara de Uberlândia também votou e aprovou, em primeira discussão, um projeto de Lei que altera dispositivos do "Planta Fácil", Programa Municipal de Doação e distribuição de Mudas Vegetacionais no Município de Uberlândia.

 

A proposta, aprovada em primeira discussão, altera o inciso 1º do artigo segundo da Lei Municipal nº 9.703, de 21 de dezembro de 2007, ampliando a doação de espécies vegetais, também, para pessoas jurídicas, ao contrário do que é composta a legislação atual, desde que não seja para uso comercial.

 

Na justificativa, o vereador Leandro Neves (PSD) argumenta que a proposta servirá para incentivar o plantio de mudas na cidade.

 

“O objetivo é fomentar a arborização da cidade, promover melhoras nas condições climáticas e estimular a responsabilidade social pela proteção do meio ambiente, criando uma consciência coletiva em torno do tema. Vale ressaltar ainda que a propositura inclui a ressalva de que a doação de mudas pelo Horto Municipal não poderá ter como finalidade o plantio de árvores decorrente do cumprimento de medidas mitigatórias, compensação ambiental ou de sanção legal imposta, bem como empresas com fins comerciais”.

 

Ainda de acordo com Leandro Neves, o local a ser plantado pelas empresas, deverá seguir as instruções do Horto Municipal, evitando assim o plantio em áreas impróprias.


VEJA TAMBÉM:

 

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »