01/09/2021 às 08h57min - Atualizada em 01/09/2021 às 08h57min

Sintomas gripais e vacinação contra a Covid-19 reduzem número de doadores no Hemocentro

Atendimentos agora são feitos exclusivamente através de agendamento online; população ainda é resistente para fazer cadastro

LORENA BARBOSA
Dúvidas em relação ao agendamento, Covid-19 e vacinação tem afastado doadores | Foto: PATRÍCIA FERNANDES/HEMOCENTRO
A pandemia vem afetando diariamente o estoque de sangue do Hemocentro Regional de Uberlândia. Segundo a responsável pelo setor de captação, Patricia Fernandes, a quantidade de doações caiu bastante porque as pessoas ainda têm dúvidas em relação a sintomas gripais, Covid-19 e vacinação.
 
Atualmente, o Hemocentro está atendendo exclusivamente através de agendamento e cadastro online. A solução foi encontrada para evitar aglomerações e para que as pessoas tenham mais segurança durante o processo de doar sangue, mas ainda há muita resistência por parte delas.
 
“A primeira coisa que a pandemia impactou foi no número de atendimentos, caiu muito. A gente tem orientado sistematicamente para as pessoas se cadastrarem pelo aplicativo ou site. Existe uma resistência e até um desconhecimento sobre como fazer o agendamento”, explicou a profissional.
 
A profissional destacou ainda que os tipos sanguíneos que são mais difíceis de captar são os negativos, um deles é o O-. É o grupo sanguíneo que tem menor ocorrência na população. Além da dificuldade já existente, a Covid-19 também tem espantado os doadores. Isso porque são várias as dúvidas em relação a aptidão para doação envolvendo a contaminação e a vacinação.
 
Patrícia Fernandes explica que as doações diminuíram consideravelmente, porque pessoas com sintomas gripais precisavam antes aguardar apenas sete dias, agora devem esperar trinta dias para fazer a doação, a mesma orientação é direcionada para doadores que tiveram Covid-19 sem sequelas.
 
Em relação à vacina, o prazo é bem menor. As pessoas que foram imunizadas com Pfizer, Janssen, Astrazeneca precisam aguardar sete dias. Já os que se vacinaram com CoronaVac, estão aptos a doarem sangue no prazo de 48 horas. Mesmo prazo, para quem tomou a vacina da gripe.
 
O Welly Weslley Soares é doador há mais de 14 anos. Ele teve Covid-19, mas por ser um doador assíduo, entrou em contato com o Hemocentro e teve todas as dúvidas esclarecidas. O mesmo aconteceu quando tomou a vacina, que no seu caso, foi a CoronaVac.
 
“Me sinto seguro para ir doar durante a pandemia. Até porque o pessoal lá sempre me deixou muito tranquilo quanto aos cuidados. Eles tomam muito cuidado com o aspecto de higiene, contou Welly.
 
Com o agendamento, os cuidados, que já eram muitos, ficaram ainda mais rígidos para que não haja risco de contaminação com a Covid-19. Na recepção existe o distanciamento das cadeiras. O cadastro ajuda também no planejamento de estratégias para a proteção de todos porque agora é possível saber quantas pessoas serão atendidas no dia.
 
O cadastro e agendamento da coleta é simples e precisa apenas de nome completo, CPF, data de nascimento e telefone. Caso a pessoa queira receber a confirmação, basta colocar também o email. O agendamento é feito pelo app ou site mg.gov.br, na página do Hemominas.


A responsável pela captação faz também um apelo para que os empresários estimulem seus funcionários a fazerem a doação. “A gente precisa desse apoio, ás vezes a pessoa não vem por medo de ser prejudicado no trabalho. E não existe outra forma da gente manter o estoque que não seja através da doação”, alertou Patrícia Fernandes.
 
Para o Weslly, a doação é quase uma obrigação. Ele não abre mão de ir ao Hemocentro fazer a sua parte. “Se pudesse doar mais, eu doava, mas tem que esperar dar o prazo. É o mínimo que eu posso fazer no meu papel de cidadão”, concluiu.
 
ORIENTAÇÕES
Todo o processo a partir da chegada do doador na recepção do Hemocentro Regional de Uberlândia dura cerca de uma hora e trinta minutos. A responsável pela captação, Patrícia explicou que não é preciso que a pessoa vá em jejum, ela pode se alimentar. Outra orientação é que o doador precisa dormir no mínimo quatro horas no dia do agendamento.  É importante também ir hidratado.
 
Quem fez tatuagem ou micropigmentação de sobrancelha precisa aguardar um ano para doar. Para pessoas que fizeram endoscopia, o prazo é de seis meses. Quem tem ferimentos deve aguardar cicatrização. É inapto para doação quem teve hepatite depois dos 11 anos, a não ser que comprove que foi tipo A.
 
A triagem básica inicial é estar saudável, ser maior de 16 anos (menores de 18 precisam da autorização dos pais) e pesar no mínimo 51 quilos. É preciso também levar um documento original com foto, não é aceito cópia ou imagem de celular. O único documento digital aceito é a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
 
As orientações completas podem ser consultadas no
site.
 
Hemocentro Regional de Uberlândia
Endereço: Avenida Levino de Souza, 1845, bairro Umuarama
Telefone: (34) 3088-9200

Agendamentos:
Horário de Atendimento: Segunda a sexta, das 7h às 12h. Primeiro e último sábado de cada mês, também das 7h às 12h.
 

VEJA TAMBÉM:
 
 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »