25/08/2021 às 14h04min - Atualizada em 25/08/2021 às 14h04min

Paratleta do Praia Clube leva o primeiro ouro do Brasil em Tóquio

Gabriel Bandeira garantiu lugar mais alto no pódio e quebrou recorde nesta quarta-feira (25)

DA REDAÇÃO, com informações do CPB
Nadador saiu vitorioso na categoria 100m borboleta da classe S14, para atletas com deficiência intelectual | Foto: MIRIAM JESKE/CPB

O primeiro ouro do Brasil nas Paralimpíadas de Tóquio veio com um atleta do Praia Clube, de Uberlândia. O nadador Gabriel Bandeira, 21 anos, conquistou o primeiro lugar no pódio na categoria 100m borboleta da classe S14, para atletas com deficiência intelectual. 

 

A prova foi disputada na manhã desta quarta-feira (25), horário de Brasília, e, além do ouro, Gabriel bateu o recorde paralímpico, com o tempo de 54s76. A prata ficou com Reece Dunn, da Grã-Bretanha (55s12), enquanto o australiano Benjamin Hance foi o medalha de bronze (56s90), em final que foi disputada no Centro Aquático de Tóquio.

 

"Acho que dentro do possível, [o ouro foi] mais do que o esperado. Tivemos um imprevisto. Ficamos mais tempo dentro do quarto do que o esperado. Tenho mais cinco provas. Foi bom quebrar o gelo com ouro [risos]", disse Gabriel Bandeira em entrevista ao SporTV. 

 

A façanha é ainda mais impressionante, pois Gabriel só começou a disputar competições paralímpicas em 2020, quebrando quatro recordes nacionais. Esse ano já foram seis recordes das Américas.

 

Além dos 100m borboleta, Gabriel está inscrito em mais quatro categorias individuais (200m livre S14, 100m costas S14, 100m peito SB14 e 200m medley SM14), além do revezamento 4x200 livre da classe S14, nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »