29/07/2021 às 13h10min - Atualizada em 29/07/2021 às 13h10min

Concurso da Câmara Municipal de Uberlândia terá mais de 5,2 mil candidatos

Certame acontecerá no dia 29 de agosto; salários vão de R$ 1.869,38 à R$ 3.163,47, mais adicional de atividade

SÍLVIO AZEVEDO
A Câmara Municipal de Uberlândia homologou as inscrições dos candidatos aptos para participarem do concurso público que acontecerá no dia 29 de agosto. Ao todo, 5.209 inscritos buscam uma das 20 vagas oferecidas pela Casa Legislativa, com salários que vão de R$ 1.869,38 à R$ 3.163,47, mais adicional de atividade.

De nível médio de escolaridade, são 13 para o cargo de oficial legislativo, sendo 9 de ampla concorrência. Para curso superior, três vagas para assessor jurídico (duas para ampla concorrência), três para assessor técnico-legislativo (duas para ampla concorrência) e uma para contabilista.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Sérgio do Bom Preço (PP), as vagas preenchidas serão destinadas aos setores que necessitam de servidores para o funcionamento dos trabalhos da Casa.

“Há 15 anos não tem um concurso na Câmara Municipal de Uberlândia. De lá pra cá, muitos servidores se aposentaram e os cargos ficaram vagos. E neste período, o número de vereadores na cidade aumentou o que, consequentemente, também aumenta a demanda de trabalhos. O concurso vai ser importante porque estes novos servidores efetivos irão atender justamente esta demanda que existe hoje em alguns departamentos da Câmara”, afirmou.



A empresa contratada pela Câmara para a realização do concurso é a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), de Belo Horizonte. Segundo a presidente da Comissão de Concurso da Casa, Midiam de Souza Silva, a Secretaria Municipal de Saúde já foi informada dos protocolos de segurança.

“A Fundep encaminhou nesta quarta-feira (28) um ofício para a Secretaria de Saúde esclarecendo todas as normativas de prevenção da covid-19. Estamos aguardando a ratificação deles para divulgar os locais da prova, que serão indicados por eles”, explicou.

As provas serão aplicadas em dois turnos. Pela manhã, para os candidatos que concorrem a uma das 13 vagas de ensino médio. À tarde, para os concorrentes que buscam as vagas de ensino superior. “Dividimos em dois horários, pois demos a opção de quem se candidatou a um cargo de nível superior também poder concorrer a uma vaga de nível médio”, explicou Midiam.

Quem está se preparando para concorrer a uma vaga de oficial legislativo é o auxiliar de biblioteca da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) Ivan Francisco Medeiros. Com mais de 20 aprovações em concursos, ele está confiante. Ivan também acredita que haverá muitos faltosos.

“Ele (o concurso) vai ficar na média (do número de participantes), mas com grande possibilidade de desistências, pois a pandemia afetou muito dos que estavam buscando a questão da efetivação no serviço público. Pode ocorrer sim uma desistência significativa”, disse.

Em março deste ano, o concurso foi suspenso por causa da pandemia, mas nem por isso Ivan diminuiu o ritmo nos estudos. “Mesmo com o concurso suspenso, não parei de estudar. A preparação foi no mesmo ritmo, mesma intensidade. A rotina de concurseiro pode parecer difícil, mas desde que tenha uma boa programação, uma organização com a questão da logística, é uma vida tranquila, apesar de certas dificuldades no caminho, conhece lugares e pessoas novas”, comentou.



VEJA TAMBÉM:
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »