23/06/2021 às 08h40min - Atualizada em 23/06/2021 às 08h40min

Aulas presenciais na rede municipal têm comparecimento de 31% do público apto

Retorno gradual das atividades híbridas completou uma semana; segundo a secretária de Educação, retomada não teve grandes intercorrências

DA REDAÇÃO
Desde o dia 14, alunos podem optar pelo modelo de ensino híbrido I Foto: Secom/PMU
O retorno gradual das atividades presenciais na rede municipal de ensino de Uberlândia completou uma semana e o comparecimento do público apto já passa dos 30%. Segundo a secretária, o público apto é quem pode comparecer naquela semana à escola para revezar com quem deve permanecer em casa com ensino remoto, no mesmo período.

Desde o dia 14, os alunos podem optar pelo modelo de ensino híbrido, com parte dos alunos em sala de aula e a outra parte no ensino à distância, mantendo o revezamento. Nessa segunda-feira (21), a secretária municipal de Educação, Tania Toledo, apresentou um balanço sobre a primeira semana. No primeiro dia (14) de volta às aulas presenciais nas escolas municipais, a pasta registrou 26% de comparecimento do público apto.  Já na sexta-feira (18), o número aumentou para 31%.

As atividades, segundo a titular da pasta, foram realizadas sem grandes intercorrências. “Seguimos com respeito e com os cuidados necessários para fortalecer a educação e os laços da rede municipal observando a prioridade de sempre: a saúde. As escolas seguem preparadas com álcool em gel, distanciamento, uso de máscaras e os servidores, em sua maioria, já receberam a primeira dose da vacina. E estamos monitorando, com apoio e comunicação constante junto à Secretária Municipal de Saúde, para que tal segurança e suporte permaneçam”, destacou.

Conforme a cartilha do protocolo sanitário adotada a partir de janeiro no setor, as aulas na Rede Municipal de Ensino retornaram em sistema híbrido, com revezamento entre aulas presenciais e remotas. Pais e responsáveis podem optar pela permanência de estudantes no ensino remoto, sem risco de penalizações.

O sistema híbrido estabelecido pelo protocolo sanitário prevê que as turmas sejam divididas em dois grupos de revezamento: enquanto em uma semana, metade dos estudantes vai para o ensino presencial, a outra metade segue o conteúdo à distância. Na semana seguinte, os que tiveram aulas presenciais passam para o ensino remoto e vice-versa. Dessa forma, as instituições serão mantidas diariamente com metade da capacidade de atendimento físico, garantindo a adoção de normas de distanciamento.

MEDIDAS DE BIOSSEGURANÇA
A rede municipal de ensino possui cerca de 70 mil alunos entre os que frequentam unidades municipais e as das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) parceiras. Para receber esse público, os prédios escolares receberam reforço em materiais de biossegurança, como abastecimento de papel toalha, sabonete líquido e álcool em gel, totens e dispensers para facilitar o acesso à higienização e equipamentos para medir a temperatura.

Todas as medidas de prevenção à disseminação da Covid-19 foram adotadas considerando as características específicas de cada uma das escolas, o que inclui a implementação de uma rotina de higienização no mobiliário, especialmente na troca de turnos. Por meio da rede de comunicação que cada escola possui com as famílias dos estudantes e pelos murais das próprias instituições, as especificações sobre a volta às aulas também são divulgadas, detalhando ainda como está sendo o escalonamento dos dias presenciais.

VACINAÇÃO DOS PROFISSIONAIS
Em oito de junho de 2021, a Prefeitura de Uberlândia iniciou o processo de vacinação de profissionais da educação. Até o último domingo (20), cerca de 5,8 mil servidores da rede municipal de ensino já tinham tomado ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.


VEJA TAMBÉM:
Homem é preso após agredir vizinho com facão no bairro Morada Nova
Pessoas com 54 anos sem comorbidades começam a ser chamadas para vacinar em Uberlândia




 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »