25/02/2021 às 11h30min - Atualizada em 25/02/2021 às 11h30min

Pacientes com Covid-19 são transferidos de Uberlândia para Alfenas

Foram transferidos um homem de 63 anos de idade e uma mulher de 72 anos; eles estavam internados no Centro de Internação Missão Sal da Terra e na UAI Tibery

FERNANDO NATÁLIO
Eles estavam internados no Centro de Internação Missão Sal da Terra e Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Tibery I Foto: Secom/PMU
Com as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da rede municipal de saúde próximas dos 100% de ocupação nas últimas semanas devido ao aumento da pandemia do coronavírus e com 81 pessoas com covid-19 internadas nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) aguardando por transferência para UTIs, a Prefeitura de Uberlândia, em parceria com outros municípios e o governo estadual, iniciou a transferência de pacientes que estavam hospitalizados no município para outras cidades.

Nesta quarta-feira (24), dois pacientes que estavam internados na rede municipal foram transferidos para a Santa Casa de Alfenas, no sul de Minas Gerais. Segundo informações da Prefeitura de Uberlândia, os pacientes diagnosticados com covid-19 são um homem (63 anos) e uma mulher (72 anos), residentes de Uberlândia, e que estavam internados no Centro de Internação Missão Sal da Terra e Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Tibery, respectivamente.

A transferência dos pacientes é uma das medidas adotadas pelo prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, nas últimas semanas, para enfrentar o agravamento da pandemia na cidade. “Em parceria com outras Prefeituras, estamos realizando a transferência dos nossos pacientes para outras localidades. Estamos em um momento delicado e toda ajuda é bem-vinda. Seguimos buscando novas medidas para vencermos esse vírus e garantir atendimento para a população”, disse o prefeito.

Recentemente, a Prefeitura de Uberlândia também anunciou a abertura de mais 10 leitos de UTI e de um hospital de campanha dentro do Hospital Municipal. Além disso, também foram feitas adequações no atendimento das UAIs dos setores Leste (Morumbi e Tibery) e Oeste (Luizote e Planalto) e a mudanças dos atendimentos dos ambulatórios das UAIs para as unidades básicas de saúde mais próximas às UAIs. As medidas foram tomadas para continuar garantindo assistência médica à comunidade e evitar o aumento do contágio pelo coronavírus.

O Executivo municipal também anunciou, na segunda-feira (22), a adoção de um lockdown e o toque de recolher na cidade, das 20h às 5h, iniciado na terça-feira (23). Neste período, dentro desse horário estabelecido, não podem funcionar nem mesmo atividades que vinham sendo consideradas essenciais, como supermercados e postos de combustíveis, além de serviços, como o do transporte coletivo. Permanecem abertos somente farmácias e estabelecimentos de saúde.

De acordo com o Executivo municipal, as novas restrições foram adotadas devido ao agravamento da contaminação pela covid-19 nos últimos dias na cidade e tem o objetivo de evitar a formação de aglomerações e a consequente disseminação do vírus. Na segunda-feira, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), foram registradas 19 mortes em decorrência da doença, novo recorde de óbitos por coronavírus em 24 horas no município. Nesta terça (23), a cidade atingiu a triste marca de 1 mil mortes por Covid. E nesta quarta, foram mais 13 óbitos causados pela doença.

Ainda na segunda-feira, foi informado pelo prefeito de Uberlândia que o município adotou também a Lei Seca pelos próximos dias, durante o dia todo, para conter as aglomerações.
 
FASE RÍGIDA PRORROGADA
O Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 prorrogou o decreto em que coloca Uberlândia na Fase Rígida do Plano Municipal de Funcionamento das Atividades Econômicas.

Previsto inicialmente para até a próxima sexta-feira (26), o decreto passa a valer até o dia 5 de março, segundo publicação feita por meio do Informativo n° 10/2021, divulgado nesta quarta-feira (24).

A Fase Rígida é a mais restritiva do Plano, permitindo apenas o funcionamento de atividades econômicas essenciais. Simultaneamente a essa medida, segue em vigor o toque de recolher e o lockdown na cidade no período das 20h às 5h.



VEJA TAMBÉM:
Pacientes contestam eficácia dos testes rápidos da rede pública de Uberlândia




 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »