11/02/2021 às 14h15min - Atualizada em 11/02/2021 às 14h15min

Uberlândia abre 10% das novas lojas do setor supermercadista de Minas

Números de 2020 também apontam a geração de 610 empregos nas seis unidades inauguradas na cidade

FERNANDO NATÁLIO
Presidente da Amis, Antônio Claret Nametala, faz balanço e projeções para o setor supermercadista I Foto: Divulgação/Amis
Uberlândia foi responsável por cerca de 10% das 69 unidades do setor supermercadista inauguradas em 2020 em Minas Gerais. A segunda maior cidade do estado abriu seis lojas do setor no ano passado, gerando 610 empregos diretos, de acordo com dados da Associação Mineira de Supermercados (Amis).

O desempenho do município foi responsável pela abertura de quase metade dos 15 novos estabelecimentos do setor na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, primeira colocada no ranking de regiões do estado que mais abriram lojas, juntamente com a região Central, que inclui a capital Belo Horizonte.

“A região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba teve um resultado extraordinário e o município de Uberlândia foi decisivo nesse saldo registrado”, avaliou o presidente da Amis, Antônio Claret Nametala.

O bom desempenho do setor na região também pode ser notado no crescimento nas vendas apresentado em 2020. Enquanto a alta do setor supermercadista em Minas foi de 10,97%, no Triângulo e Alto Paranaíba a elevação foi de 11,78%.    

“No geral, o estado inteiro teve um resultado muito acima da média. Tínhamos expectativa de crescimento de 4,5% nas vendas em 2020, mas, com a pandemia do coronavírus, chegamos a 10,97%. Tudo isso foi reflexo desse ano atípico, em que a maioria das pessoas passou boa parte desse período em casa, o que fez aumentar bastante o consumo das pessoas”, explicou Claret.

Ainda de acordo com o dirigente da Amis, essa alta nas vendas foi impulsionada pelos produtos básicos, como o arroz, feijão, macarrão e óleo. Simultaneamente a esse crescimento, esses artigos também foram os que registraram maior elevação nos preços. “Além da procura maior verificada, que já provoca essa pressão sobre os valores, pesou também a alta do dólar e o aumento da exportação desses produtos”, apontou. 
 
PROJEÇÃO
Para 2021, a projeção da Amis para o setor supermercadista mineiro é de aumento de 4,20% nas vendas. Conforme o presidente da Amis, essa expectativa favorável é motivada pela perspectiva de chegada da vacina a toda a população e seus reflexos positivos na economia, além da possível volta do auxílio emergencial.

“Essa projeção reflete a melhora da confiança dos empresários do setor, com chegada da vacina, que traz segurança para a população e gera confiabilidade na economia. A sinalização do governo para a volta do auxílio emergencial, ainda que em parte, também é muito bem-vinda”, explicou. “A nossa crença é de que o País volte a se desenvolver”, completou Claret.  

A estimativa da Amis para 2021 também aponta para um total de 70 lojas abertas durante o ano, com a geração de 7,3 mil empregos diretos. Se confirmados esses investimentos, até o final de 2021, o setor terá investido R$ 720 milhões em novos empreendimentos.



VEJA TAMBÉM:

Adesão a aulas presenciais em Uberlândia é de apenas 4,5%




 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »