10/02/2021 às 19h31min - Atualizada em 10/02/2021 às 19h31min

Adesão a aulas presenciais em Uberlândia é de apenas 4,5%

Pouco mais de 3.200 alunos estavam presentes nas aulas, na terça-feira (9), em um universo de mais de 70 mil estudantes da rede municipal

FERNANDO NATÁLIO
Secretária Municipal de Educação, Tânia Toledo, fez balanço durante entrevista coletiva I Cleiton Borges/Secom/PMU
Antes da decisão do desembargador Alexandre Santiago, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), suspendendo o retorno das aulas presenciais em Uberlândia nas redes pública municipal e particular, as atividades presenciais nas escolas municipais e entidades conveniadas estavam com aproximadamente 4,5% de adesão de alunos em Uberlândia.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Educação, na última terça-feira (9), 2.500 matriculados nas escolas municipais acompanharam presencialmente as aulas e mais de 700 estudantes estiveram nas unidades das entidades parceiras do município, totalizando pouco mais de 3.200 alunos presentes nas aulas, em um universo de mais de 70 mil estudantes da rede municipal.

Os números foram informados pela secretária municipal de Educação, Tânia Toledo, em uma entrevista coletiva concedida na tarde desta quarta-feira (10), na Prefeitura. “É normal este número nestes primeiros dias desta volta às aulas presenciais. Aos poucos, os pais vão se acostumando com essa ideia e esta quantidade vai aumentando”, disse a secretária, antes da divulgação da notícia sobre a decisão do desembargador de determinar a suspensão das aulas.

Ainda de acordo com a chefe da pasta, a maioria das escolas da rede municipal estava preparada para receber os alunos presencialmente, seguindo de forma rigorosa os protocolos sanitários para evitar contaminação pelo coronavírus.
 
REFORMAS
Sobre as escolas que estão em reforma, Tânia Toledo explicou que os ajustes fazem parte do programa “Escola Bem Arrumada” e que, assim que as melhorias forem concluídas, as unidades serão liberadas para as atividades presenciais. Enquanto isso, os alunos delas estão tendo atividades remotas.

A secretária também falou sobre a paralisação dos profissionais da educação da rede municipal, iniciada na segunda-feira (8), data em que a rede municipal teve a retomada das aulas presenciais como parte do formato híbrido de ensino. Tânia afirmou que o movimento tem diminuído gradativamente.

Ainda segundo a responsável pela Secretaria, neste terceiro dia do ano letivo de 2021 nenhuma escola ficou totalmente paralisada. “Na segunda-feira, 60% das unidades funcionaram parcialmente. Na terça-feira (9), apenas 10% ficaram desta forma e, hoje (quarta), foram muito poucas escolas com funcionamento parcial”, afirmou. 
 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »