09/02/2021 às 11h35min - Atualizada em 09/02/2021 às 11h35min

Jovem que cometia abusos psicológicos contra ex-companheira é preso novamente

Autor já havia sido rendido após sequestrar o cachorro da vítima em Uberlândia; ele já tem 18 ocorrências de violência doméstica em seu desfavor

BRUNA MERLIN
Um trabalho conjunto entre as polícias militares de Minas Gerais e Goiás e o Ministério Público Estadual (MPE) resultou na prisão de um jovem, de 29 anos, que estava ameaçando e praticando violência doméstica contra a ex-companheira, de 35 anos, em Uberlândia. O autor já havia sido rendido em novembro do ano passado após sequestrar o cachorro da vítima para fazer chantagens.

Segundo informações do coordenador da Patrulha de Prevenção a Violência Doméstica do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente Állysson, ao sair da prisão, o autor começou a ameaçar novamente a mulher e os familiares. O criminoso chegava a mandar mensagens e fotos com armas de fogo, dizendo que iria matá-la.

“Descobrimos a situação através do acompanhamento que fazemos com as vítimas de violência doméstica. A Patrulha sempre monitora essas vítimas que estão dispostas a contar com a ajuda da PM. Durante uma visita à vítima em questão, ela mostrou as mensagens e as ameaças que estava sofrendo”, explicou.

Diante da situação, os policiais procuraram o MPE e um mandado de prisão preventiva foi expedido, no dia 5 de fevereiro, pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Uberlândia. No último domingo (7), a autor foi rendido durante uma fiscalização de rotina da Polícia Militar de Goiás na rodovia GO-210, na cidade de Goiandira (GO).

“Os policiais cumpriram o mandado de prisão e ele foi encaminhado para o Presídio de Catalão (GO), onde aguarda os procedimentos da Justiça”, complementou o tenente Álysson.

OUTRAS AMEAÇAS
Em novembro de 2020, o autor já havia sido preso pela Polícia Civil após sequestrar o cachorro da ex-companheira para cometer abuso psicológico. Na época, ele foi localizado na cidade de Cumari (GO) e acusado de violência doméstica, maus-tratos a animais e porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com o delegado da Polícia Civil Marcos Tadeu, o suspeito gravou um vídeo torturando o animal e fazendo ameaças à mulher na tentativa de persuadi-la a retomar o relacionamento. As imagens chegaram ao promotor de Justiça do Meio Ambiente, Breno Lintz, que repassou o conteúdo à Polícia Civil, que iniciou a investigação para localizar o autor.

As ameaças contra a vítima prosseguiram. Em outro vídeo encaminhado à tia da ex-companheira, Tiago registra o momento em que atira contra o ombro, ameaçando tirar a própria vida, caso ela não voltasse com ele. Foi a partir desse fato que o autor foi localizado pela polícia, como explicou o delegado Marcos Tadeu.

O autor também já tem outras 18 ocorrências relacionadas a violência doméstica registradas enquanto estava em outros relacionamentos.


VEJA TAMBÉM:


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »