20/01/2021 às 18h37min - Atualizada em 20/01/2021 às 18h37min

Homicídios em Uberlândia tiveram queda de 57% em 2020

Polícia Militar registrou 36 ocorrências a menos do que em 2019

IGOR MARTINS

O número de homicídios consumados em Uberlândia sofreu uma queda considerável em 2020. De acordo com dados divulgados pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), no ano passado foram registradas 27 ocorrências, contra 63 em 2019. A redução chega a 57,14%.
 
Na visão do Capitão Elias Alves Dantas, a queda é reflexo do trabalho preventivo realizado pela PM na cidade. Segundo ele, os profissionais de segurança da região trabalham sempre com a possibilidade e a potencialidade de que ocorrências policiais podem resultar em homicídios. Para isso, eles estão em contato constante com possíveis autores, vítimas e familiares.
 
“Nós temos a Patrulha de Prevenção a Homicídio (PPH), que faz um trabalho direcionado a esse público, que pode ter vinculação a esses tipos de casos. Nós tentamos sempre antecipar esses autores. O trabalho é todo direcionado em cima de um contexto vinculado à estrutura operacional da PM. Isso tem trazido um resultado ano após ano. Por isso nós temos tido reduções no número de reduções há alguns anos”, disse o Capitão.
 
Ainda segundo o policial, o serviço de inteligência da Polícia Militar em todo o estado é muito avançado. Em conversa com o Diário, Elias disse que a PM acompanha diariamente demandas de tráfico de drogas, da Lei Maria da Penha, e outras ocorrências que envolvem potenciais execuções. “Esse trabalho é feito de forma antecipativa”, explicou.
 
O trabalho reativo também é uma das filosofias adotadas na área de inteligência policial. Conforme detalhou o Capitão, a PM sempre busca ir na raiz dos problemas para entender motivações e a possibilidade de crimes do tipo. “Nesse trabalho da inteligência, a elucidação de muitos casos acontece de forma natural. Nós buscamos todas as vinculações, veículos utilizados em homicídios, armamentos utilizados, local onde o fato ocorreu, monitoramento, câmeras e georreferenciamento”, destacou.
 
A PANDEMIA AJUDOU?
Questionado sobre a correlação entre o isolamento social e a queda no número de homicídios, uma vez que o tráfego de pessoas diminuiu em 2020, o Capitão disse que não há como afirmar se a pandemia da Covid-19 contribuiu para a diminuição do crime em Uberlândia.
 
De acordo com ele, é preciso esperar os índices de 2021, mas garantiu que a PM seguirá trabalhando para reduzir mais uma vez o número de homicídios na cidade. “Nós temos trabalhado muito forte. O desenvolvimento de operações policiais, as medidas antecipativas e o êxito nos trabalhos reativos têm garantido reduções ano após ano”, disse o Capitão Elias.
 
Na opinião do policial, a continuidade no trabalho da PM é fundamental para reduzir também outros crimes. Ele espera que a polícia consiga manter os níveis de redução de ocorrências na região.
 
“O trabalho está dando certo. Agora é dar continuidade, acredito que vamos conseguir as reduções. Queremos manter a qualidade. Chegamos à conclusão de que o caminho traçado em todos estes anos é, de fato, o caminho que devemos continuar. A perpetuação desse trabalho envolto por comprometimento e propósito é o que nos motiva a continuar sempre desempenhando um bom trabalho”, finalizou o militar.



VEJA TAMBÉM:

Enfermeira de 55 anos é a primeira vacinada de Uberlândia



 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »