07/01/2021 às 14h26min - Atualizada em 07/01/2021 às 14h26min

Força-tarefa faz reparos após forte chuva em Uberlândia

Equipes fazem reconstrução de pavimentos em vias que foram afetadas pela chuva

DA REDAÇÃO

Equipes da Prefeitura de Uberlândia e do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) foram deslocadas para fazer reparos e auxiliar a população devido à forte chuva que atingiu Uberlândia na tarde desta quarta-feira (6). Durante a tempestade, que resultou em 439 bloqueios de trânsito, foram realizados monitoramentos de pontos de alagamentos e orientações a motoristas.

Após o término do temporal, foram mobilizados mais de 250 servidores e 12 caminhões basculantes e pipas, além de pás carregadeiras, utilizados na realização de serviços emergenciais como limpezas de vias, desobstruções de bueiros e bocas de lobo. Também foram necessárias sinalizações de locais com riscos à população e outros tipos de atendimentos a moradores em diferentes bairros.

Os trabalhos foram realizados em diversos pontos da cidade. Uma das frentes se concentrou no bairro Altamira, no cruzamento das avenidas Presidente Médici, Liberdade e das Américas e ruas Blanche Galassi e Marieta de Castro Santos. A região recebeu limpezas das vias para retirada de massa asfáltica danificada e entulhos, além de agentes de trânsito para orientação aos motoristas.

Os bairros Lagoinha, Pampulha e Morda da Colina também receberam intervenções, assim como as avenidas João Naves de Ávila e Rondon Pacheco. A Prefeitura também informou que, após os reparos emergenciais, os trabalhos que demandam maior logística, como a reconstrução de pavimentos e outras estruturas mais comprometidas, continuarão nos próximos dias. Além de secretarias municipais e do Dmae, os atendimentos são feitos com a participação de integrantes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), como o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar.

VOLUME DE CHUVA
De acordo com informações do Laboratório de Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), somente nos 30 primeiros minutos de tempestade, a estação de climatologia no bairro São Jorge registrou 47,8 mm de chuva, sendo um total de 52,6 mm durante toda a precipitação. A quantidade que caiu na cabeceira da bacia hidrográfica do córrego do Lagoinha fez com que o curso de água transbordasse. Tal fenômeno causou um maior volume de água concentrado na zona Sul da cidade.



VEJA TAMBÉM:

Chuva causa enxurradas e pontos de alagamento em Uberlândia


ONG que atende animais de rua terá sede própria em Uberlândia

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »