31/12/2020 às 08h00min - Atualizada em 31/12/2020 às 08h00min

Quinteto uberlandense lança single ‘Pra te dar um oi’

Música da banda ‘Ao Lado’ está disponível nas plataformas digitais

IGOR MARTINS
Antônio Júlio, Arthur Batô, Hugo Roots e Lucas Accioly; Dedé Ribeiro, último músico a entrar na banda, não posou para a foto devido à pandemia | Foto: Gustavo Araújo

2020 está chegando ao fim, e a ansiedade de retornar aos palcos tem ficado cada vez maior com o otimismo voltado para o próximo ano. Desde março, a classe artístico-cultural de Uberlândia está impossibilitada de atuar devido à pandemia de Covid-19, o que não atrapalhou tanto assim os planos da banda “Ao Lado”, que gravou quatro singles durante o período.

Uma das músicas do quinteto uberlandense formado por Hugo Roots (vocal), Antônio Júlio (baixo), Arthur Batô (bateria), Lucas Accioly (telcado) e Dedé Ribeiro (guitarrista) estreou na última semana nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Tidal, Apple Music, Amazon Music e YouTube (clipe).

A produção “Pra te dar um oi”, composta por Hugo no começo da pandemia no Brasil, conta sobre a relação com a lua, sua maior companheira durante o período de isolamento social. “O Hugo compôs a música quando a maior parte das pessoas estavam realmente em casa, bem no comecinho da pandemia. Ele brinca que a única companhia que ele tinha era a lua, porque ele morava sozinho”, explicou Antônio Júlio, baixista da banda.

Segundo o músico, a pandemia permitiu que o grupo pudesse focar em composições próprias. “Nós fizemos um show em março e uma semana depois já mandaram fechar tudo. Por um lado, deu tempo para a gente trabalhar as músicas. Os outros três singles vão ser lançados ao longo dos próximos meses”, relatou Júlio ao Diário.

Ainda segundo o integrante da banda com vertentes do pop, folk e rock, a tecnologia foi uma grande aliada para que o quinteto pudesse gravar as músicas sem necessariamente sair de casa. Ele conta que durante todos esses meses, ele raramente teve contato com os colegas do grupo.

“Para gravar, nós tivemos a vantagem que a tecnologia oferece. Os meninos me mandavam uma guia, e eu gravava ideias em casa. Isso foi com todos. Quando nós tínhamos a pré-produção já mais consolidada, a gente ia separadamente para o estúdio. A gente praticamente não teve contato, então foi um processo mais tranquilo, porque a tecnologia proporcionou essa facilidade”, explicou o baixista.
 
FEEDBACK POSITIVO
Após uma semana no ar, “Pra te dar um oi” já possuía mais de 500 visualizações no YouTube, além de ter superado as expectativas da banda nas plataformas de áudio, segundo Júlio. Em conversa com o Diário, o baixista falou sobre o feedback positivo do público nas redes sociais do grupo.

“O músico normalmente sabe diferenciar quando é um comentário por educação e quando é um comentário sincero. A gente ficou muito feliz, porque muita gente gostou mesmo da música e se identificou com a letra. Nós recebemos críticas construtivas de amigos e de outras pessoas que convivem com a gente. Vamos tentar levar todos esses comentários para os nossos próximos trabalhos”, comentou Antônio.



VEJA TAMBÉM:

Estudantes propõem ações educativas ao MUnA


Alunos da UFU criam jogo sobre garoto cientista

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »