13/11/2020 às 11h12min - Atualizada em 13/11/2020 às 11h47min

Liminar suspende registro de pesquisa Ibope em Uberlândia

Dados já tinham sido divulgados pela TV Integração e mostravam ampla vantagem de Odelmo Leão (PP)

SÍLVIO AZEVEDO
A TV Integração divulgou nesta quinta-feira (12) uma pesquisa encomendada ao Ibope sobre a intenção de votos a prefeito em Uberlândia, apontando a reeleição de Odelmo Leão (PP) ainda no primeiro turno, com larga vantagem sobre o segundo colocado, Adriano Zago (PDT). A sondagem, no entanto, foi suspensa pela Justiça Eleitoral após liminar concedida pelo juiz da 279ª Zona Eleitoral da cidade. 

O pedido partiu da coligação Por Uma Uberlândia Mais Justa (PDT, SD, PSB e Pros) depois da divulgação dos primeiros dados na programação da emissora. O juiz acolheu a petição considerando que o estudo não atendeu aos requisitos de registro da legislação eleitoral, alegando comprometimento de rigor científico, deixando de prever no plano amostral ponderação quanto ao nível econômico da amostra, ausência de cartão de candidatos e notas fiscais em desacordo.

“Conforme alegado na inicial e confrontando com a pesquisa eleitoral MG-04179/2020 (doc.2) tem-se que no tópico plano amostral realmente há divergência entre o critério indicado ou descrito no registro referente ao nível econômico do entrevistado. No plano amostral foi definido 3 faixas salariais ao passo que no questionário utilizou-se de número bem maior de faixas salariais”, justificou o juiz Alaor Alves de Melo Júnior. 

Juiz teve que fazer o despacho em papel após falhas no sistema digital do TSE | Foto: Reprodução 


O atraso na notificação teria ocorrido por causa do próprio sistema eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que estava instável em todo o país, tendo o juiz que despachar a decisão em papel.

Respeitando a decisão judicial já que a liminar, inclusive, suspende o registro da pesquisa junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), o Diário de Uberlândia não divulgará o resultado como o fez nas pesquisas de intenção de voto anteriores. A reportagem entrou em contato com o Ibope, mas não houve posicionamento do Instituto sobre o assunto.

A legislação eleitoral estabelece multa para quem divulgar pesquisa sem registro prévio e descreve como crime publicação de pesquisa fraudulenta. A prática acarreta pena de detenção de seis meses a um ano, além de pagamento de multa. 

FAKE NEWS
Está circulando nos aplicativos de mensagens uma mensagem mostrando resultados da pesquisa eleitoral para prefeito de Uberlândia, incluindo uma de vereadores, que supostamente também teria sido realizada e divulgada pela afiliada Globo. A reportagem entrou em contato com a TV Integração, que confirmou se tratar de uma imagem falsa, pois não fizeram pesquisa para o Legislativo.

Sobre o assunto, o Ibope Inteligência esclareceu que não realizou, nos últimos dias, e nem está realizando qualquer pesquisa de intenção de voto para vereador na cidade de Uberlândia. "Lamentamos o fato de usarem a marca IBOPE Inteligência para dar credibilidade a uma informação que não é verdadeira".



VEJA TAMBÉM:



 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »