08/07/2020 às 13h09min - Atualizada em 08/07/2020 às 13h09min

Polícia prende grupo suspeito de latrocínio em assentamento de Uberlândia

Roubo e homicídio ocorreram no sábado (4); faxineira que trabalhava na casa da vítima confessou o crime

DA REDAÇÃO
A Polícia Militar (PM) prendeu, na noite desta terça-feira (7), quatro autores, sendo duas mulheres e dois homens, acusados de envolvimento em um latrocínio no assentamento Dom José em Uberlândia. A vítima, um homem de 54 anos, foi roubada e assassinada no último dia sábado (4). 

A vítima foi encontrada em sua casa pela patrulha rural após moradores da região escutarem disparos de arma de fogo. O corpo do homem estava caído no chão de um quarto no imóvel. 

As testemunhas informaram aos policiais que o homem tinha recebido, recentemente, cerca de R$ 10 mil em dinheiro pela venda de gado. A perícia técnica da Polícia Civil constatou que a carteira da vítima estava revirada e a quantia em dinheiro não foi encontrada no local, confirmando a possibilidade de latrocínio.


Nesta terça, após rastreamentos e denúncias dos moradores da comunidade, os policiais chegaram a um casal que reside no assentamento. Durante a abordagem, o suspeito negou participação, mas a companheira, que primeiramente mentiu o nome, relatou algumas contradições sobre o crime. 

Em pesquisa no sistema policial, os militares constataram um mandado de prisão no nome da mulher de 35 anos. Ao ser questionada novamente pelas autoridades, ela confessou a participação no delito e disse que conhecia a vítima. Além disso, informou que algumas vezes fazia faxina na casa dela.

A autora relatou ainda que tinha o conhecimento de que a vítima guardava cerca de R$ 10 mil em dinheiro na residência. Ela resolveu compartilhar a informação com um primo de 20 anos e os dois arquitetaram o crime.

Ainda de acordo com a mulher, a intenção era deixar uma outra prima, de 19 anos, encarregada de seduzir a vítima e embriagá-la. A terceira envolvida teria que deixar a porta da residência aberta para que a mulher e o primo pudessem entrar e roubar o dinheiro.

A autora contou aos militares que o primo convocou outros dois homens para ajudar no roubo. Disse também que não sabia da intenção dele de assassinar a vítima. Após o crime, ela foi cobrar sua parte do dinheiro ao familiar, mas não recebeu nada.

Diante das informações, foi feito o levantamento dos endereços dos envolvidos. As duas mulheres e os outros dois envolvidos, de 26 e 54 anos, foram presos pelas equipes do 32° Batalhão da Polícia Militar. 


O primo da autora não foi localizado e a última informação recebida pelos militares era de que ele teria ido para a cidade de Monte Alegre de Minas com o dinheiro.

OUTRA OCORRÊNCIA
Ainda nesta terça (7) também foi registrada outra ocorrência de roubo, desta vez no bairro Chácaras Panorama. Segundo a PM, quatro autores abordaram a vítima que estava dentro de um veículo estacionado na rua Das Rosas. Em seguida, fugiram pela via com o carro e a vítima.

Instantes depois, a vítima foi abandonada com ferimentos na BR-050 próximo à cidade de Uberaba. Ela foi socorrida e conduzida por funcionários da administradora da rodovia, Eco050, até uma unidade de saúde do município. 

Após rastreamento policial, três dos autores foram localizados e presos na região do bairro Monte Hebron. O veículo da vítima, a faca utilizada no crime, além dos documentos, foram apreendidos. A quarta pessoa suspeita não foi identificada.



VEJA TAMBÉM:
 















 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »