01/07/2020 às 08h16min - Atualizada em 01/07/2020 às 08h16min

Plataforma de e-commerce ajudará empresários locais em Uberlândia

Lançada pela CDL, Mebox quer inserir empresas no mundo digital

DA REDAÇÃO
Iniciativa ajudará 3.500 empresas da cidade | Foto: Divulgação

Durante o período de pandemia, o comércio ficou prejudicado pela queda nas vendas. Obrigados a fechar as portas por um tempo, lojistas de Uberlândia têm sentido na pele e no bolso os impactos causados pelo novo coronavírus.

A empresária Terezinha Esturino Carvalho atua há mais de 30 anos no mercado, comercializando calçados, acessórios e peças de vestuário. Ela viu as vendas de suas três lojas despencarem devido à Covid-19. Com o abre e fecha do comércio desde que a enfermidade começou, ela conta que as vendas caíram em aproximadamente 50%.

“Já são quatro meses que, basicamente, estamos trabalhando mais fechados do que abertos. Até o momento consegui manter meus funcionários, mas sei de comerciantes que fecharam justamente pela dificuldade no faturamento”, disse.

De olho em alternativas para minimizar a queda nas vendas, Terezinha tentou formas para viabilizar seu e-commerce próprio, mas os altos custos para realizar de forma autônoma não ajudaram. “Eu já tenho um site, mas ainda está em construção, além de que desenvolver uma loja online do zero é um processo bem demorado”, explicou.

Pensando em auxiliar os empresários a se inserirem no mundo digital, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) em Uberlândia lançou uma plataforma de marketplace gratuita e de fácil acesso, com a possibilidade de controle e segurança nas vendas. Criada pela Startup Code Square, a ferramenta permitirá que cerca de 3.500 empresas associadas à CDL Uberlândia serão beneficiadas, sendo que 70% deste total são micro e pequenas empresas.

Para Terezinha, as expectativas são altas, já que é preciso inovar também no mundo do comércio. “Esse aplicativo surge no momento em que nós mais precisamos, como uma defesa aos pequenos empresários. É uma forma das lojas chegarem até o cliente, já que podemos entrar dentro de suas casas virtualmente para oferecer aquilo que precisam”.

Segundo o presidente da CDL Uberlândia, Cícero Novaes, a intenção é transformar a forma de fazer negócios, oferecendo a alternativa aos comerciantes associados à entidade. "O e-commerce é uma tendência crescente e permanente. Essa plataforma mostra aos pequenos lojistas que não estão inseridos no mundo da tecnologia que esse é o caminho e o futuro. Todos estão sendo forçados a adiantar essa evolução. Os consumidores estão com o celular na palma das mãos a todo o tempo e os lojistas precisam estar inseridos nessa modalidade de venda. É um canal de vendas atrativo. Já tínhamos este projeto, mas ele seria lançado apenas no final do ano. Com tudo isto, tivemos que acelerar”, relatou.

Presidente da CDL Uberlândia, Cícero Novaes, disse que a intenção é transformar a forma de fazer negócios | Foto: Divulgação

MEBOX
Com o nome de Mebox, a ferramenta estará disponível tanto em sua versão como aplicativo quanto por aplicação via web. O CEO da Code Square, Tassyo Tchesco, explicou que para iniciar o funcionamento digital basta acessar o cdlmebox.org.br para gerenciar e cadastrar a loja.

“Todo lojista terá um gerente online que o ajudará e o apoiará na construção e organização da loja digital. Nosso intuito é acompanhá-los, haja vista que eles não têm histórico de usar esse tipo de plataforma”.

A ideia é auxiliar na construção das lojas online e continuar avaliando como está o movimento e as vendas, sem a cobrança de mensalidades, apenas uma taxa administrativa quando se efetiva a venda. Para dar suporte a esses empresários, a CDL formará um grupo exclusivo de empresas para troca de experiências, além de um programa de mentoria que inclui lives, treinamentos, suporte e atendimento personalizado.

Para visualizar as lojas ativas e realizar compras é preciso acessar o site mebox.app ou procurar pelo aplicativo Mebox nas lojas de aplicativos do próprio aparelho celular. Ao entrar, é possível visualizar as lojas em qualquer segmento, como alimentação, beleza, eletrônicos, serviços, vestuário, petshop e outros, de acordo com a proximidade de residência. O cliente pode ainda pagar através da plataforma do aplicativo, site ou meios próprios, como cartões de crédito, débito ou dinheiro.





















 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »