01/07/2020 às 08h00min - Atualizada em 01/07/2020 às 08h00min

Sucesso da confeiteira mais famosa do Brasil

Entre bolos, doces e gravações para TV, Beca Milano falou com o Diário

JADIR JÚNIOR | ESPECIAL PARA O DIÁRIO
Beca Milano é jurada em dois realities do SBT | Foto: Gabriel Cardoso/SBT/Divulgação

Doces e bolo são itens indispensáveis de uma festa, que acabam chamando a atenção de convidados em qualquer ocasião. Já se tornaram artigo de luxo e dependendo da ocasião podem custar uma fortuna.

Considerada uma das maiores e melhores confeiteiras do país, Beca Milano conversou com o Diário e contou detalhes sobre o início da trajetória no mundo dos bolos, sua ascensão na televisão e os planos para o futuro.

Atualmente, Beca Milano é jurada de dois realities apresentados pelo SBT e Discovery H&H, o Bake Off Brasil e o Fábrica de Casamentos. Ela se destaca pela criatividade e inovação, transformando bolos, chocolate e açúcar em verdadeiras obras de arte. Atualmente sua conta no Instagram (@becamilano) é acompanhada por mais de 2,5 milhões de usuários. 

Diário: Como surgiu seu interesse pelo mundo dos bolos e doces? Você chegou a cursar faculdade de Farmácia?
Beca Milano: Minha carreira começou de forma não tradicional. Eu sempre fui apaixonada por gastronomia, desde pequena já gostava de cozinhar com minha mãe, inclusive fazíamos bolos e doces em casa para vendermos na vizinhança. No fim do colegial, quando precisava definir que rumo seguir, optei por cursar Farmácia, pois queria trabalhar em indústria de alimentos. Na época, o curso de Gastronomia não era tão forte como é hoje, quase não existia faculdade sobre o tema. Posteriormente me formei em Confeitaria e Panificação. Por incrível que pareça, a graduação em Farmácia me ajuda muito no dia a dia, já que cozinhar está ligado diretamente a química.

Quais dificuldades você se deparou no início da carreira? 
O início é sempre difícil. A gastronomia é uma paixão, porque você precisa se dedicar integralmente à profissão. Os desafios são diversos, desde as noites em claro para conseguir entregar a encomenda; a responsabilidade de lidar com sonhos e expectativas dos clientes; a valorização do trabalho, entre outros. Meu início não foi fácil, mas agarrei todas as oportunidades que tive e sempre me dediquei ao máximo na confeitaria. Eu tive a oportunidade de fazer estágio em um restaurante de Curitiba, onde posteriormente fui contratada. Fiquei muito tempo dormindo 4 horas por noite, sem finais de semana ou feriados, por conta da carga horário dos dois trabalhos que eu desempenhava. Me arrisquei, optei por sair do outro emprego e escolhi me dedicar integralmente a confeitaria. Continuei me especializando através de diversos cursos até abrir meu próprio negócio.

Como você se especializou no segmento de confeitaria? 
Eu me formei em Confeitaria e Panificação e fiz diversos cursos de Pâtisserie e Boulangerie para me especializar em técnicas de decoração em açúcar e chocolate. Sempre me encantou a transformação do alimento e o elo que ele possui com nossas histórias, sentimentos e lembranças. Acredito que uma das maiores recompensas do meu trabalho é saber que através de um bolo consigo realizar um sonho.

Hoje, o bolo tem grande papel em uma festa. Deixou de ser um item de decoração para se tornar um ‘convidado de honra’. Como você avalia esse cuidado dos anfitriões em oferecer o melhor para os convidados?
Eu acho maravilhoso porque envolve diretamente meu trabalho. É uma tendência que o programa Fábrica de Casamentos (SBT) trouxe e as pessoas aderiram. Os clientes não querem apenas um bolo tradicional, querem algo personalizado que represente um sentimento, uma história, algo que remeta a história de amor do casal ou do aniversariante. É uma responsabilidade grande conseguir surpreender e satisfazer as expectativas dos clientes.

Qual a exigência mais extravagante que você já teve que atender? Você se lembra? E o maior bolo já feito?
Já tive pedidos bem desafiadores, os projetos que envolvem fogo e água sem dúvida são os mais difíceis, pois açúcar não combina com estes elementos. Outro grande desafio é quando o pedido para o bolo envolve a representação de um sentimento, algo abstrato. Traduzir um sentimento em um bolo, sem dúvidas, é desafiador. O maior bolo foi para um episódio do Fábrica de Casamentos, onde os noivos queriam algo bem grandioso. Entrei para o livro dos recordes com o título de maior bolo de casamentos do Brasil. O bolo tinha 4,2 metros de altura, 15 mil peças em açúcar e 170 quilos de pasta de açúcar, que se tornou o maior bolo de casamento já preparado no Brasil de acordo com o instituto Rank Brasil.

Os jurados assumem importante papel nos realities shows, principalmente os que envolvem gastronomia. Como se deu sua entrada na televisão?
É uma grande felicidade ser jurada do Bake Off Brasil (SBT) porque é um programa que sempre assisti e sou fã. É uma responsabilidade muito grande avaliar o trabalho de outros confeiteiros, mas acredito que todas as avaliações servem para o desenvolvimento profissional dos participantes. O objetivo é que eles cresçam cada dia mais. É uma delícia e também uma responsabilidade. Fico feliz por conseguir levar meu trabalho por todo o Brasil através dos programas e saber que de alguma forma eu consigo fazer parte da vida delas, seja no Fábrica de Casamentos, realizando o sonho de um bolo exclusivo para os noivos, ou no Bake Off Brasil onde consigo incentivar tanto confeiteiros a seguirem sua paixão e investirem na profissão.

Você esperava toda essa repercussão positiva envolvendo seu nome?
Não, e fico emocionada com tanto carinho que recebo e por saber que inspiro tantas confeiteiras que, como eu, são apaixonadas por esse universo doce.

Como você concilia as gravações dos programas com seus demais projetos profissionais?
É bem difícil, porque tenho uma rotina apertada de gravações, meu ateliê, as redes sociais, mas conseguimos conciliar tudo. Sou uma pessoa bem organizada, o que me ajuda muito.

Você acaba de lançar livros com dicas para pessoas comuns se aventurarem na cozinha que veem o seu trabalho como algo de outro mundo. É claro que nem todas as receitas sairão perfeitas como as suas. Mas, com certeza, você deve receber inúmeros feedbacks dos fãs. Como você recebe esses comentários?!
Esse livro é super didático com receitas fáceis e dicas para quem tem pouca habilidade na cozinha. A ideia do primeiro livro sempre foi para me aproximar mais do público que gosta da confeitaria e tem isso como um hobby, um momento de descontração. Fizemos essa coletânea com 3 livros justamente para ajudar em todo o processo, desde massa, recheio e decoração. Quem gosta de cozinhar vai ficar satisfeito com o resultado. São receitas fáceis, mas que dão um resultado profissional. Fico muito feliz quando faço algumas receitas nas minhas redes sociais e as pessoas reproduzem, me mandam a foto. É uma delícia ver que estão gostando e se aventurando na cozinha.
























 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »