29/05/2020 às 12h00min - Atualizada em 29/05/2020 às 12h00min

MP pede que supermercados e farmácias adotem medidas de segurança para privar clientes de crimes

Documento solicita ações para proteger clientes de crimes contra a vida, patrimônio e dignidade sexual nos ambientes internos e externos dos comércios

BRUNA MERLIN
O Ministério Público Estadual (MPE) em Uberlândia protocolou uma recomendação para que supermercados e farmácias intensifiquem as medidas de segurança nas áreas externas para privar os clientes de crimes contra a vida, patrimônio e dignidade sexual. O documento foi assinado ontem pelo promotor de Justiça de Defesa ao Consumidor, Fernando Martins.

Segundo Fernando Martins, a recomendação foi expedida com o objetivo de prevenção já que a região vem registrando casos de sequestro relâmpago de mulheres após a saída dos estabelecimentos. “Buscamos melhorar as condições de segurança desses comércios e atuar de forma preventiva para que os clientes consigam sair e guardar as compras nos carros estacionados com segurança”.

O MPE pede que os estabelecimentos promovam a segurança física e patrimonial de todos os clientes em situação de pré-consumo, consumo e pós-consumo. Também é solicitada a instalação de sistema de videomonitoramento para acompanhamento das movimentações internas e externas em estacionamentos, calçadas e garagens.

Além disso, a recomendação solicita que os respectivos comércios disponibilizem agentes de segurança para monitorarem a entrada e arredores do prédio. Por fim, que esses profissionais estejam disponíveis para acompanhar pessoas até seus veículos, caso seja necessário.

























 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »