19/05/2020 às 10h16min - Atualizada em 19/05/2020 às 15h02min

Mandato de Marcio Nobre é cassado pela Câmara de Uberlândia

Julgamento ocorreu no plenário do Legislativo na manhã desta terça-feira (19)

SÍLVIO AZEVEDO
Marcio Nobre foi o 13° vereador afastado a ser cassado pelo Legislativo Municipal | Foto: Divulgação/CMU
O vereador afastado Marcio Nobre (PSD) teve o mandato cassado, na manhã desta terça-feira (19), durante sessão de julgamento na Câmara Municipal de Uberlândia. O parlamentar respondia ao processo de cassação por quebra de decoro parlamentar ao ser denunciado na operação Má Impressão, do Ministério Público Estadual (MPE). 

A cassação ocorreu por 23 votos favoráveis e uma ausência, justificada da vereadora Dra. Jussara (PSL). O presidente não votou e nem os suplentes Professor Edilson e Misac Lacerda, por serem partes interessadas. 


A denúncia contra Nobre foi feita pelos cidadãos Gabriel Santos Miranda e Guilherme Rossi Grossi, embasada nas investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que aponta que o vereador se utilizou de notas ideologicamente falsas para recebimento dos recursos da verba indenizatória.

Marcio foi o 13º vereador cassado e, além de perder o mandato, fica inelegível por oito anos. A titularidade do cargo fica com o Prof Edilson Graciolli (PCdoB), tendo em vista que o 1° suplente Murilo Ferreira (Rede) está impedido de compor a cadeira por decisão judicial após também ter sido alvo da operação, que investigou o uso irregular da verba indenizatória. Graciolli reforçou ainda que Murilo havia sido expulso do PDT por infidelidade partidária.

Demais comissões
Na próxima quinta-feira (21), às 9h, será realizada a audiência de instrução do vereador afastado Silésio Miranda (PT). Na sexta-feira (22), no mesmo horário, haverá sessão ordinária presencial tendo na pauta a sessão de julgamento da vereadora Pâmela Volp (PP) .


Já foram
cassados pelo Legislativo Juliano Modesto, Alexandre Nogueira, Rodi Borges, Vico Queiroz, Ceará, Doca Mastroiano, Wender Marques, Isac Cruz, Hélio Ferraz-Baiano, Ronaldo Alves, Vilmar Resende e agora Marcio Nobre. Wilson Pinheiro também foi cassado, mas conseguiu suspender os efeitos da cassação na Justiça e retomou o cargo. 



 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »