17/05/2020 às 09h44min - Atualizada em 17/05/2020 às 09h44min

Estudantes da UFU criam canal para conectar empresas e candidatos

Ferramenta gratuita facilita a conexão entre empresas que estão disponibilizando vagas e pessoas que estão em busca de emprego

BRUNA MERLIN
Freemaning realiza match entre trabalhador e empresa, afirma um dos criadores Ruy de Sousa Alves  | Foto: Arquivo Pessoal

Alunos dos cursos de engenharias da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) se uniram para ajudar as pessoas que estão desempregadas durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Através de uma plataforma online gratuita, os trabalhadores informais ou formais podem se conectar com empresas de diversos setores que estão oferecendo vagas no mercado de trabalho.

O projeto, chamado de Freemaning, foi todo desenvolvido por quatro estudantes da instituição e é mantido por um time de voluntários. Segundo um dos criadores, Ruy de Sousa Alves, aproximadamente 30 pessoas ajudam, de forma espontânea, a realizar todos os processos da plataforma para que ela cresça a cada dia.

“A crise da Covid-19 trouxe prejuízos para diversos profissionais. Sendo assim, juntamos todos nossos conhecimentos para fazer algo social àqueles que necessitam de ajuda para se reerguer”.

A plataforma foi lançada há quatro meses, mas ganhou mais força e reputação após o decreto de isolamento social e suspensão das atividades comerciais. Hoje, mais de 200 trabalhadores e 10 empresas de diversas regiões do país estão cadastrados no portal.

É o caso do Douglas Vieira Silva de 23 anos. Ele, que é estudante da UFU, foi demitido no fim do ano passado e desde então não conseguiu encontrar um novo trabalho. “Tive alguns problemas que influenciaram na falta de oportunidade, mas com a chegada do coronavírus ficou ainda pior. Está difícil achar um novo emprego na cidade”, detalhou o jovem.

Após meses procurando vagas em redes sociais e em outros meios de divulgação, Douglas conheceu a Freemaning e decidiu se cadastrar para aumentar as chances de encontrar um espaço no mercado de trabalho. O estudante buscou os serviços da plataforma há poucos dias e, apesar de ainda não ter encontrado a oportunidade certa, acredita que o projeto é uma forma muito positiva de se conectar com as vagas disponibilizadas. 

“É um local onde está tudo conectado e agora, mais do que nunca, precisamos de inovações tecnológicas para unir os trabalhadores às empresas”, ressaltou o universitário. 

O proprietário de uma empresa de engenharia mecânica e industrial da cidade, Paulo Victor Bonfim Pimentel também está utilizando os serviços da plataforma para encontrar um profissional que irá atuar no setor de vendas técnicas. Para ele, o projeto se torna mais uma opção para facilitar a procura pelo novo funcionário.

“Acredito que irei conseguir conquistar mais candidatos com a plataforma porque ela me mostra todos aqueles que estão interessados na vaga. É um único lugar para todo o processo e isso acaba também se tornando bem mais organizado”, finalizou.

MATCH
Dono de uma empresa em Uberlândia, Paulo Victor utiliza canal para encontrar profissionais | Foto: Arquivo Pessoal

 
A Freemaning recebe dados pessoais e profissionais dos trabalhadores e todas as informações e exigências das vagas disponibilizadas pelas empresas. Com esse conjunto de materiais, os voluntários da plataforma, através de software, fazem o entrelaçamento e combinam qual profissional está apto para a oportunidade e vice e versa.

“Buscamos objetividade no processo. Não queríamos que fosse uma plataforma onde os dados ficassem soltos e os próprios trabalhadores e empresas tivessem que ficar procurando os interesses. Sendo assim, desenvolvemos um sistema para facilitar todo o processo”, disse Ruy de Sousa Alves.

O match, que é o resultado da combinação de dados, é enviado para ambas as partes. Após esse processo, o trabalhador e a empresa podem dar continuidade de forma independente, ou seja, manter contato fora da plataforma para decidir outras questões como agendar horários de entrevistas.

A Freemaning é totalmente gratuita para os dois públicos. Os interessados em participar da experiência e aumentar as chances de encontrar um emprego ou um profissional devem fazer o cadastro pelo site e enviar as informações solicitadas. 








 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »