08/05/2020 às 10h24min - Atualizada em 08/05/2020 às 10h24min

Nova etapa de imunização contra a gripe começa na próxima semana em Uberlândia

Município espera receber mais de 92 mil doses para vacinação de novo grupo prioritário

BRUNA MERLIN
Município espera receber mais de 92 mil doses para terceira fase de vacinação | Foto: Bruna Merlin
Na próxima segunda-feira (11), começa a terceira etapa da Campanha de Vacinação Contra a Influenza 2020 em Uberlândia. O município espera receber mais de 92 mil doses que serão destinadas ao novo grupo prioritário da ação.

A terceira etapa será dividida em duas fases. A primeira, que acontece entre os dias 11 e 17 de maio, irá contemplar crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias e pessoas com deficiência. Já a segunda, programada para ocorrer de 18 de maio a 5 de junho, é voltada para adultos de 55 a 59 anos e professores da rede pública e privada.

De acordo com a coordenadora do Programa de Imunização do Município, Cláubia Oliveira, a meta é vacinar 90% da nova classe, principalmente crianças, gestantes, puérperas e adultos. Contudo, o município pretende continuar vacinando as pessoas que pertencem aos grupos da primeira e segunda etapa que ainda não tiveram a oportunidade de receber a dose.

“A terceira fase, assim como as outras, tem como objetivo iniciar a vacinação das pessoas do novo grupo prioritário, mas continuaremos atendendo os cidadãos que pertencem aos grupos das fases anteriores”, explicou Cláubia.

Todas as 74 salas de vacinas, localizadas nas Unidades Básicas de Saúde Familiar (UBSF’s) e Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), já estão recebendo as doses para o início da terceira fase de vacinação. O atendimento de imunização continuará acontecendo em áreas externas, de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, ordenando o fluxo e seguindo a orientação de manter uma distância mínima de dois metros nas filas.

O esquema drive-thru não está funcionando desde o fim da primeira etapa de imunização. A coordenadora do Programa de Imunização explica que a ação foi realizada especialmente para atender o maior número de idosos e profissionais da saúde, encaixados no primeiro ciclo da campanha. 

“Foi uma estratégia excelente para nossa cidade e teve um resultado muito positivo. Mas, a sua continuação era inválida pois algumas categorias dos outros grupos prioritários precisam apresentar laudos médicos para comprovar, por exemplo, se a pessoa é gestante ou portadora de doenças crônicas e outras comorbidades, que se encaixavam no segundo grupo”, detalhou.

META ALCANÇADA
Uberlândia ultrapassou a meta de cobertura de vacinação na primeira etapa da campanha, destinada a idosos e profissionais de saúde. O primeiro ciclo aconteceu entre os dias 23 de março e 15 de abril, e o objetivo era imunizar 90% das pessoas da categoria. 

Os dados do Programa de Imunização do Município apontam que mais 95 mil pessoas do grupo foram imunizadas até o momento. Ainda de acordo com o levantamento, 79.869 idosos foram imunizados na cidade, o que representa 126,26% de cobertura vacinal. Mais de 15.600 profissionais da saúde receberam as doses, sendo assim, o número ultrapassou a meta e o alcance vacinal foi de 93,39%.

A imunização do segundo grupo prioritário começou em 16 de abril. O público-alvo foi ampliado para profissionais das forças de segurança e salvamento, pacientes com doenças crônicas e comorbidades, pessoas privadas de liberdade, caminhoneiros, funcionários do transporte coletivo e indígenas. Em Uberlândia, mais de 18 mil pessoas foram imunizadas até o momento.

Segundo a coordenadora Cláubia Oliveira, não existe um percentual estipulado para alcançar em relação à vacinação das pessoas que se encaixam na segunda etapa de imunização.  Ela explica que o Ministério da Saúde (MS) monitora somente as metas de seis categorias, que são: idosos, profissionais da saúde, crianças, gestantes, puérperas e adultos de 55 a 59 anos.

“Para esse público não é estabelecida uma meta a ser alcançada. Os objetivos são criados somente para as seis categorias. Em relação às demais, quanto mais pessoas receberem as doses, melhor é para o município. Mas, não há um monitoramento de meta por parte do Governo Federal”, explicou.

Cláubia acredita que a cidade está no caminho certo e que as metas dos outros quatro grupos prioritários, situados na terceira etapa de vacinação, também serão alcançadas.

“Nossos números são muito bons e esperamos sim alcançar novamente o objetivo. A equipe está bem orientada e pronta para que possamos fazer o restante da campanha com tranquilidade”, finalizou a coordenadora.














 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »