16/04/2020 às 13h50min - Atualizada em 16/04/2020 às 13h50min

Banco de Uberlândia cria o 'Cesta Social Digital' para auxiliar famílias carentes

Objetivo é garantir que mais de mil famílias em situação de vulnerabilidade sejam beneficiadas com um crédito mensal para compra de alimentos

DA REDAÇÃO

Diante desse momento de crise na saúde e economia causada pela pandemia do coronavírus, a empresa de Uberlândia Social Bank iniciará, por meio do projeto Missão Social, a “Cesta Social Digital”. O objetivo é garantir que mais de mil famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica sejam beneficiadas com um crédito mensal para comprar alimentos e outros itens de primeira necessidade.

A seleção das famílias aptas a receberem o benefício é feita a partir de instituições parceiras, como Organizações Não Governamentais (ONGs), projetos sociais e associações que já atuam com pessoas em situação de vulnerabilidade social. Entre as instituições parceiras, estão: Ação Moradia, Associação de Catadores e Recicladores de Uberlândia (ACRU), Associação dos Paraplégicos de Uberlândia, Assembleia de Deus Tibery (APARU), Creches Comunitárias Associadas de Uberlândia (CCAU), Casa Santa Gemma, Congregação Cristã Tocantins, Instituto Ipê Cultural, Microempreendedores da Virada Cultural, Pastoral Social da Catedral Santa Terezinha, Projetos Sociais Estação Vida, Rede Mulher Empreendedora (RME), SOS Mulher e Família, Trabalho de Apoio e Assistência aos Refugiados Estrangeiros (TAARE), Associação de Moradores do Bairro Pequis, Base Missionária Reino das Ruas e outras.

As primeiras famílias que tiveram sua renda afetada pela crise, como é o caso de trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais e pessoas desempregadas, que estão cadastradas nas ONGs parceiras, começam a receber nesta semana as cestas já doadas até o momento. Elas receberão a ajuda através de uma conta digital Social Bank.

O valor do auxílio é equivalente a duas cestas por mês, durante três meses, para suprir os gastos básicos durante o surto do Covid-19. Cada cesta digital custa R$ 50 e alimenta uma família de 5 pessoas por 15 dias. 

Segundo o diretor de Propósito e Pessoas do Social Bank, Alonso Neto, é hora de todos trabalharem para uma sociedade mais colaborativa. “Gerar impacto social é um dos nossos objetivos, principalmente neste momento em que muitas famílias estão sofrendo com as consequências do isolamento social, medida necessária para evitar o contágio do coronavírus. Acreditamos que consciência promove abundância, por isso, por meio de nossa Missão Social, estamos constantemente desenvolvendo ações de impacto junto a protagonistas sociais parceiros”, destacou.

Quem desejar contribuir com a iniciativa, pode fazer a doação pelos seguintes meios:

  • Pessoas e empresas que já utilizam os serviços do ecossistema financeiro Social Bank, podem contribuir diretamente pela conta digital. No aplicativo Social Bank, para contas de pessoa física, ou no Internet Banking para contas corporativas, acesse: transferir, selecione Missão Social e envie quantas Cestas Digitais desejar.
  • Pessoas e empresas que não tem conta no Social Bank, pode transferir para a conta corrente da Missão Social:

Banco: Itaú (341)
Agência: 8217
C/C: 22254-9
Missão Social Bank
CNPJ: 29.792.448/0001-77

Leia também:






 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »