03/04/2020 às 08h22min - Atualizada em 03/04/2020 às 08h22min

UFU segue com festival de cultura online

Atividades do #UFUemCasa começaram terça (31) e seguem por tempo indeterminado

DA REDAÇÃO

Após a recomendação de suspensão das atividades acadêmicas na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc), por meio da Diretoria de Cultura (Dicult), criou o projeto “Festival de Cultura #UFUemCasa”. A proposta que começou na última terça (31) e segue por tempo indeterminado consiste na realização de ações culturais online, acessado livremente pela internet.

O objetivo da ação é estimular a difusão e a criação de bens artísticos e culturais dos mais diversos gêneros, propostos por artistas e demais agentes culturais vinculados à comunidade da UFU e demais interessados. As atividades serão divulgadas por meio das redes sociais e outros meios de comunicação da UFU, Proexc e Dicult, de maneira gratuita.

Encerrando a programação da primeira semana de atividades, a atração de hoje do #UFUemCasa é o autor e professor Pedro Barbosa, com o lançamento do livro “O Movimento Social Negro Brasileiro: da liberdade de autonomia organizativa à institucionalização”, promovido pelo Centro de Memória da Cultura Negra Graça do Aché, às 14h.

Na ocasião, ocorrerá ainda uma conversa ao vivo com Barbosa, que é doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Na obra, ele descreve sua visão sobre o movimento social negro brasileiro, pontuando os momentos históricos mais consistentes de sua luta e a sua inserção na esfera pública diante dos desafios e perspectivas colocados, incluindo sua organização política para exercer pressões e negociações sobre os poderes privados e públicos.

Mesmo quem não puder acompanhar ao vivo, todos os materiais estarão disponíveis durante o final de semana para serem revistos. Isto vale para as exibições de outras programações que ocorreram nos dias anteriores. Os registros dos bate-papos também estrão disponíveis para visualização de todo o festival.

EIXOS
O festival é composto de quatro eixos articulados entre si. O primeiro eixo diz respeito sobre as “Produções Oriundas dos Programas de Fomento à Cultura da Proexc”, que tem como objetivo difundir a produção artística local por meio dos editais de fomento à cultura da Pró-Reitoria, que incluem o  Programa Institucional de Apoio à Cultura (PIAC e PIAC-Estudantil) e o Programa de Ocupação do Centro de Memória da Cultura Negra Graça do Aché.

O segundo eixo promove ações da Proexc, tais como o Cine UFU, Coral da UFU, ações da Graça do Aché, Arte na Praça e também as atividades da Orquestra Popular do Cerrado. Já o terceiro divulga as ações desenvolvidas pelo Museu do Índio e demais unidades integrantes do sistema de museus da UFU.

Por fim, o último eixo existente no festival retrata o fomento à criação artística para difusão por meio de mídias digitais. Na ocasião, há uma seleção pública de propostas apresentadas por estudantes de graduação e pós-graduação da UFU, de modo a estimular a criação artística em formato digital nas mais diversas linguagens, como artes visuais, cinema, circo, dança, literatura, música, performance, teatro e vídeo.

















 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »