30/12/2019 às 13h18min - Atualizada em 30/12/2019 às 13h18min

Chuvas superam média histórica de dezembro em Uberlândia

Foram computados cerca de 302 milímetros de precipitações até esta segunda-feira (30); previsão aponta fortes chuvas para os primeiros dias do novo ano

DA REDAÇÃO
Chuvas ainda são previstas para os últimos dias de dezembro | Foto: Arquivo/Diário de Uberlândia
O mês de dezembro de 2019 registrou chuvas superior à média histórica em Uberlândia. Segundo os dados registrados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), desde o dia 1º de dezembro até esta segunda-feira (30) foram computados cerca de 302 milímetros de volume de precipitações no município.

A média histórica da cidade registrada no período foi de 290 mm. O maior temporal, noticiado pelo Diário de Uberlândia, aconteceu no dia 8 de dezembro em que foram computados 61 milímetros de chuva e rajadas de vento de até 37 km/h. Na época, Uberlândia havia registrado 60% do esperado de precipitações para o mês.

As tempestades causaram diversos impactos no município como alagamentos, quedas de árvores e asfaltos danificados. Segundo o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, mais de 20 pessoas ilhadas nas inundações foram resgatadas e dezenas de veículos sofreram danos.

 

Para os últimos dias do mês são esperadas chuvas moderadas. Nesta segunda (30) e terça-feira (31) são apontados 30% de probabilidade de precipitações durante a tarde. Elas podem ocorrer de forma mais isolada e passageira. Nos dois dias as temperaturas variam com mínima de 19ºC e máxima de 33ºC.

Ainda de acordo com o Inmet, a partir do dia 1º de janeiro de 2020 são previstas fortes tempestades acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento a qualquer hora do dia. Os termômetros irão variar entre 20ºC e 31ºC. Um núcleo de instabilidade está se instalando na região o que poderá provocar mudanças significativas até o próximo fim de semana.

“Essa condição é devido a uma frente fria que está vindo do litoral paulista. Ela irá reforçar as áreas de instabilidade do Triângulo Mineiro provocando fortes chuvas para o começo de 2020”, explicou o meteorologista do Inmet, Claudemir Azevedo.

A umidade relativa do ar segue alta, variando entre 80% pela manhã e 40% no decorrer do dia. A partir do primeiro dia de 2020, ela poderá aumentar para 95% no início do dia e cai para 55% a tarde.










 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »