19/12/2019 às 11h57min - Atualizada em 19/12/2019 às 11h57min

ANTT e Ecovias assinam concessão do trecho entre Jataí e Uberlândia

Investimento de R$ 4,59 bilhões é previsto nos 437 quilômetros entre as rodovias BR-364 e BR-365

DA REDAÇÃO

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Concessionária Ecovias do Cerrado assinam, hoje (19), o contrato de concessão da BR-364/365/GO/MG – trecho entre Jataí (GO) e Uberlândia (MG). A transferência da administração do trecho para a concessionária ocorrerá em até 30 dias após a publicação do extrato de assinatura do contrato.

A concessionária administrará 437 quilômetros de extensão das rodovias federais BR-364-365. Desse total, 192,7 quilômetros pertencem à BR-364 em Goiás e 244,3 quilômetros fazem parte da BR-365 em Minas Gerais. A duração do contrato é de 30 anos, período em que devem ser investidos R$ 4,59 bilhões em obras de modernização, recuperação, conservação, manutenção, operação do trecho e serviços de atendimento aos usuários

Dentre as obras de melhorias, o contrato de concessão prevê 44 quilômetros de duplicação entre o Trevo com a BR-153 e Ituiutaba (MG), implantação de 160 quilômetros de terceiras faixas, 88 quilômetros de acostamentos e 20 quilômetros de vias marginais, além da conclusão das obras de implantação do Trevão com a BR-153 e trevo com a BR-452 (Xapetuba). De acordo com a Ecovias, a concessão deve gerar aproximadamente 3,6 mil empregos diretos e indiretos.

 

Ainda segundo a concessionária, a partir de setembro de 2020, os usuários poderão contar com serviços de atendimento de emergência durante 24h em todos os dias da semana com 9 ambulâncias, 6 guinchos, 2 caminhões-pipa e 2 caminhões para apreensão de animais. 

 

O trecho faz parte de uma das mais importantes rotas para o escoamento de grãos do Centro-Oeste até o porto de Santos. Também é uma importante rota para abastecimento da região sul de Goiás e Minas Gerais, principalmente de produtos da indústria, materiais de construção e alimentos. São 11 municípios, sendo 5 em Goiás (Aparecida do Rio Doce, Cachoeira Alta, Jataí, Paranaiguara e São Simão) e 6 em Minas Gerais (Santa Vitória, Gurinhatã, Ituiutaba, Canápolis, Monte Alegre de Minas e Uberlândia).





 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »