12/12/2019 às 08h30min - Atualizada em 12/12/2019 às 08h30min

Praia aposta em elenco sub-21 para o Brasileiro

Cristiano Grama será o técnico da equipe no torneio de acesso ao NBB

ÉDER SOARES
Elenco de basquete do Praia Clube ainda está em fase de montagem para o Brasileiro | Foto: Praia/Divulgação
O Praia Clube/Colégio Gabarito terá um time jovem em sua primeira disputa no Campeonato Brasileiro de Basquete, a divisão de acesso para o Novo Basquete Brasil (NBB), que é a elite do basquetebol nacional. Aliado a isso, o time uberlandense terá no comando o técnico Cristiano Grama, acostumado a trabalhar com jovens promessas.  A competição está programada para começar em meados de fevereiro.

Uberlândia voltará a ter uma equipe adulta no basquete profissional depois de cinco anos, desde quando o Uberlândia/Unitri encerrou as atividades. “Acho muito importante esse retorno de Uberlândia para as competições adultas, pois é uma cidade que respirou basquete por muitos anos e continua tendo uma categoria de base forte. O Praia, através do presidente Guto [que assumiu neste ano], já vinha dizendo que não demoraria para essa volta. O Praia tem uma estrutura que pouquíssimos clubes do Brasil têm e há algum tempo conta com uma equipe de vôlei de ponta. E agora o clube quer ter a mesma experiência com o basquete” disse Cristiano Grama.

No currículo, o técnico traz passagens como assistente do Uberlândia/Unitri por uma temporada, como assistente no Ulbra/Rio Claro (SP) por uma temporada, além de seis anos no Minas Tênis Clube, sendo quatro temporadas como assistente e duas como treinador. Além disso, o técnico do Praia Clube viveu experiência internacional ao comandar o Pichincha, da Bolívia, na temporada passada.

O treinador comenta que o trabalho no Praia será desenvolvido a médio e longo prazo. “Esta primeira temporada será um ‘start’. Para isso, contaremos com uma equipe sub-21 e nenhum atleta adulto, pois o objetivo dessa equipe é ser a base para 2021, quando possivelmente serão acrescentados alguns jogadores mais experientes. Agora, a meta é iniciar a montagem do elenco. Tentaremos manter alguns jogadores que jogaram a Liga de Desenvolvimento neste ano e reforçar com atletas que acreditamos ter potencial para serem revelados no adulto. Então, já estamos conversando e brevemente fecharemos o nosso elenco”, afirmou Grama.

Para o treinador, o campeonato será extremamente equilibrado. “Acredito que será uma competição interessante e o nível técnico deve subir, dando chance para muitos jogadores despontarem no mercado. Não acredito que só a nossa equipe estará optando por uma base jovem, sei de outras equipes que vão apostar em garotos de potencial, pois é uma chance também de abrir outros polos para o basquete”, finalizou Cristiano Grama.

A divisão de acesso para a elite do basquete contará com 14 equipes, de seis estados, divididos em duas conferências, a "Verde" e "Amarela", com embates em turno e returno. O campeão será definido em formato de Final Four – as quatro melhores equipes duelam em uma sede a ser escolhida.

Estão confirmados: Brusque, Blumenau, Joinville e Black Star, todos de Santa Catarina; São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Maringá e Campo Mourão, do Paraná; Liga Sorocabana, Osasco e Pinheiros, de São Paulo; Cerrado Basquete, de Brasília; Anápolis, de Goiás, e o Praia Clube, representando Minas Gerais. Na primeira edição da competição, disputada neste ano, participaram somente oito equipes.

Conferência Verde
Basquete Blumenau-SC
Brusque/FME/Aradefe/Trimania-SC
São José dos Pinhais-PR
NBPG/CCR Rodo Norte/UNISECAL Ponta Grossa-PR
Cerrado Basquete-DF
Basquete Anapolino-GO
Basket Osasco-SP
 
Conferência Amarela
Praia Clube/Colégio Gabarito-MG
Basquete Joinville-SC
Black Star Joinville-SC
Viptech Campo Mourão Basquete-PR
ADRM/Maringá-PR
Esporte Clube Pinheiros-SP
LSB/FLEX/PMS-SP











 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »