05/12/2019 às 12h29min - Atualizada em 05/12/2019 às 12h29min

Praia Clube perde para o Tiajin e é eliminado do Mundial

Equipe uberlandense enfrentará o Novara da Itália, na madrugada de sexta-feira (6), apenas para cumprir tabela

ÉDER SOARES
Jogo aconteceu na manhã desta quinta-feira (5) em Saoxing, na China | Foto: FIVB/Divulgação

Acabou o sonho do Dentil/Praia Clube de chegar pela primeira vez à final do Campeonato Mundial Interclubes de Vôlei feminino. Jogando na manhã desta quinta-feira (5), em Saoxing, na China, a equipe comandada pelo técnico Paulo Coco foi derrotada por 3 sets a 2 pelo Tiajin, um dos anfitriões do torneio, chegando a segunda derrota seguida. As parciais fora de 25/21, 25/19, 22/25, 16/25 e 16/14. O Praia começou perdendo os dois primeiros sets, chegou ao empate, mas acabou perdendo no tie-break.

Na estreia, as mineiras haviam sido derrotadas por 3 sets a 0 pelo Valfkbank, da Turquia. Agora, o Praia volta a jogar na madrugada desta sexta-feira (6), às 3h (horário de Brasília) contra o Novara da Itália. Mas o time uberlandense somente entrará em quadra para cumprir tabela, já que, mesmo se vencer o confronto, não conseguirá classificação para as semifinais.

O JOGO

O jogo começou com tudo e os primeiros pontos foram do Tianjin, que abriu 3 a 0, mas o Praia logo reagiu e se mantinha na cola das adversárias. A partida era equilibrada, com belos ataques e ralis, e o time brasileiro conseguiu buscar o resultado e passou a frente no marcador, mas não abriu vantagem confortável. Com isso, o Tianjin cresceu muito no final da parcial, se impôs também nos erros do Praia e fechou o set, largando na frente.

O segundo set foi mais fácil para o Tianjin. A equipe chinesa foi superior durante a maior parte do tempo e quase não deu chances para o Praia. Desde o início do set, que se manteve na casa dos cinco pontos, elas abriram boa vantagem e administraram o resultado, com ótima atuação no bloqueio e contando ainda com muitos erros do Praia. Assim, o Tianjin fechou o set e abriu 2 a 0

 

No terceiro set, era tudo ou nada para o Praia. Foi o set mais equilibrado, sendo definido apenas no finzinho. A equipe brasileira melhorou, errou menos e conseguiu se manter à frente no marcador na maior parte do tempo, mas sem abrir vantagem confortável. Mesmo assim, o Praia acreditou até o fim, chegou ao set point e não desperdiçou, fechando a parcial e se mantendo vivo no jogo e na competição.

A vitória no terceiro set deu muita confiança ao Praia, que voltou para a quadra com tudo, disposto a forçar o tie-break. A equipe mineira foi superior durante toda a parcial, com o coletivo funcionando muito bem, além do alto nível de desempenho de Fernanda Garay, e pela primeira vez no jogo, conseguiu abrir vantagem confortável. O Praia não diminuiu o ritmo e fechou a parcial, deixando a definição para o quinto set.

Como era de se imaginar, o tie-break foi para lá de equilibrado e não faltou emoção. O Tianjin saiu na frente no marcador, mas errou muito, mantendo o Praia vivo. A equipe brasileira então logo retomou o ritmo e passou à frente do marcador, mas sem abrir boa vantagem. O duelo era franco e aberto, sem que nenhum dos times desistisse. O Praia chegou a ter o match point, mas não aproveitou e na sequência, foi o Tianjin quem teve o ponto do jogo e não desperdiçou, decretando o triunfo.

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »