26/11/2019 às 08h08min - Atualizada em 26/11/2019 às 08h08min

Paulo Coco cobra melhor desempenho do Dentil/Praia Clube

Mesmo invicto, equipe não tem feito boas escolhas nas definições de jogadas

EDER SOARES
Partida contra o Fluminense acontece nesta terça (26) na Arena Praia e tem entrada gratuita | Foto:

A maratona de jogos pela Superliga Feminina continua para o Dentil/Praia. Apesar da invencibilidade, uma sequência de quatro vitórias nos quatro confrontos realizados e a vice-liderança da competição, perdendo somente nos critérios de desempate para o Sesc-Rio, o técnico Paulo Coco cobra melhores escolhas da equipe, principalmente na hora de definição de pontos e contra-ataques. Estas situações, segundo o treinador, têm deixado a desejar nos últimos confrontos pela competição nacional. A expectativa é que o time evolua consideravelmente no confronto que acontecerá na noite desta terça-feira (26), às 18h, na Arena Praia, contra o Fluminense (RJ), nono colocado na tabela e que ainda não venceu na competição.

Paulo Coco faz questão de ressaltar o desempenho da equipe na partida da última sexta-feira (22), quando o Praia venceu o Curitiba (PR) por 3 sets  a 1, na Arena Praia. "Erramos menos saques e esse foi o diferencial do jogo, na minha opinião. Novamente, nossas escolhas complicaram o jogo. Se avaliarmos o primeiro set, foi uma partida equilibrada, que tivemos superioridade. A equipe vem evoluindo, mas às vezes para, não mantém o ritmo de jogo. Isso tem complicado nosso jogo. Temos que saber jogar com essas situações e fazer escolhas mais definidas, para ter uma estabilidade maior", afirmou Coco. 

A maior pontuadora do confronto ante ao time paranaense foi a oposta Pri Daroit, que assinalou 18 pontos. Já a central Carol foi eleita a melhor em quadra e levou para casa o Troféu Viva Vôlei.  Após a partida, a central e capitã da equipe, Walewska, comentou que apesar da vitória, a equipe ainda tem muito a evoluir.

"Os times têm jogado contra nós sacando muito bem. Por conta disso, estamos com um pouco de dificuldade na recepção, na saída de jogo. Acredito que todos os adversários entrarão em quadra com esse poderio de ataque. Tivemos altos e baixos nesse fundamento durante o jogo, mas são os ajustes que a gente vai buscar no treinamento e que vão acontecendo durante a competição. Temos convicção de que não estamos na nossa melhor forma. Está sendo muito importante a participação de todas as jogadoras, mas precisamos de uma base estabelecida para que sigamos evoluindo e jogando junto, cada dia mais. Os três pontos na tabela são importantes, mas precisamos melhorar e evoluir", comentou. 

Depois de enfrentar o Tricolor Carioca, o Praia volta a jogar somente no dia 7 de dezembro, quando vai até a capital paulista enfrentar o São Paulo/Barueri, do treinador tricampeão olímpico José Roberto Guimarães.
 
SERVIÇO
A partida entre Praia e Fluminense tem acesso gratuito para os torcedores. Os convidados devem entrar pelo portão 14, que fica na avenida Uirapuru, no bairro Cidade Jardim. A partida será transmitida, ao vivo, via internet, pelo Canal Vôlei Brasil.
 
CLASSIFICAÇÃO              

 

Sesc-RJ

12 pontos

Praia Clube

12 pontos

Minas

11 pontos

Osasco

9 pontos

Bauru

7 pontos

São Paulo

6 pontos

Pinheiros

3 pontos

Flamengo

3 pontos

Fluminense

0 ponto

10º

Valinhos

0 ponto

11º

Curitiba

0 ponto

12º

São Caetano

0 ponto










 

                   

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »