24/11/2019 às 09h00min - Atualizada em 24/11/2019 às 09h00min

Uma reverência à mãe brasileira

Nova novela da Globo aposta em forte time de protagonistas e histórias inspiradoras

DA REDAÇÃO
Os caminhos de Lurdes (Regina Casé), Thelma (Adriana Esteves) e Vitória (Taís Araujo) vão se cruzar na nova novela do horário nobre da Globo | Foto: João Cotta/Divulgação

Estreia nesta segunda-feira (23), na faixa das 21h da Globo, a novela “Amor de Mãe”, que já começa com a missão nada fácil de manter os índices de audiência de sua antecessora, “A dona do pedaço”. Mas a julgar pelo time de protagonistas e pela temática abordada, há grandes chances de sucesso.

Segundo a autora Manuela Dias e o diretor artístico José Luiz Villamarim, toda a produção gira em torno daquele sentimento que, para eles, move o mundo, transforma relações e une as pessoas: o amor de mãe.

A partir das perspectivas de diferentes famílias, cada família é única e as mães se reconhecem quando o assunto é o que sentem pelos filhos. E é isso que acontece com Lurdes (Regina Casé), Thelma (Adriana Esteves) e Vitória (Taís Araujo), mulheres que exercem a maternidade em sua plenitude, cada uma à sua maneira. Apesar de estarem inseridas em realidades diferentes, com trajetórias distintas, a vida das três se entrelaça na nova trama das nove.

Para Villamarim, os personagens da novela são pessoas comuns, nada maniqueístas. Suas histórias são como a vida real. Manuela explica que “Amor de Mãe” é uma reverência à instituição que é a mãe brasileira, uma mulher guerreira, honesta e que faz tudo para criar seus filhos do lado certo da vida. “Vamos celebrá-la através de três histórias comoventes sobre esse amor capaz até de mudar o mundo”.

A novela começou a ser gravada no final de julho durante viagem para Arraial do Cabo. A equipe fez tomadas externas em vários bairros do Rio de Janeiro e, em setembro, deu início aos trabalhos na cidade cenográfica. A produção é a primeira gravada nos novos estúdios da Globo, inaugurados em agosto. O elenco da trama conta também Julio Andrade, Enrique Diaz, Tuca Andrada, Dan Ferreira, Debora Lamm, Milhem Cortaz, Malu Galli, Letícia Lima, Camila Márdila, Clarissa Kiste, Ana Flavia Cavalcanti, e outros nomes.

AS MÃES
Lurdes (Lucy Alves/ Regina Casé), há 26 anos, saiu do vilarejo onde morava no Rio Grande do Norte rumo ao Rio de Janeiro com os filhos pequenos Magno (João Guilherme Fonseca), Ryan (Pietro Buonnafina) e a recém-nascida Érica. No caminho, ela encontrou um bebê abandonado na estrada e o levou consigo. Foi assim que Camila se juntou à família. O que moveu Lurdes a sair de sua cidade natal a acompanha até hoje: encontrar Domênico (Eros Lazari quando criança), um de seus quatro filhos biológicos, que foi vendido pelo pai aos dois anos de idade. Todos os filhos de Lurdes a admiram muito. Magno, que mais velho é vivido por Juliano Cazarré, é casado com Leila (Arieta Corrêa), que está em coma há anos, e cuida sozinho da filha Brenda (Clara Galinari). É no hospital onde Leila está internada que ele conhece Betina (Isis Valverde) e os dois se aproximam. Ryan, personagem de Thiago Martins na fase adulta, é músico, dá aulas para bebês e toca em churrascarias, enquanto Camila (Jéssica Ellen) se dedica aos estudos. Ela é a única formada da família e transformar o mundo através da educação é o objetivo central em sua vida. Érica (Nanda Costa) não quer mudar o mundo como sua irmã, ela quer conquistá-lo. É uma jovem autêntica e exuberante que cativa o rico empresário Raul (Murilo Benício), que vai conhecer um mundo muito distante do seu ao se envolver com a filha de Lurdes.

Thelma (Adriana Esteves) ficou viúva há mais de 20 anos e vive para o filho Danilo (Chay Suede). O jovem sobreviveu ao incêndio que matou seu pai graças ao amor incondicional da mãe, que se arriscou entre as chamas para salvá-lo. A vida de Thelma muda quando, durante um exame de rotina, descobre um aneurisma cerebral inoperável e começa uma corrida contra o tempo para conseguir realizar seus sonhos. Mas todos os desejos da sua lista envolvem Danilo, que não sabe da doença e vive um momento de se emancipar da mãe superprotetora. Ele decide sair debaixo das asas da mãe, que não se conforma com a independência do filho e fará o que tiver ao seu alcance para mudar essa realidade.

Vitória (Taís Araújo) é uma advogada que ganha muito dinheiro defendendo políticos e empresários corruptos. Seu principal foco é o trabalho, e sua maior frustração é não conseguir engravidar. A busca incessante pela gravidez acaba destruindo o seu casamento com Paulo (Fabrício Boliveira). Após a separação, ela segue com o projeto de adotar uma criança e, enquanto espera a chegada do filho, conhece Davi (Vladimir Brichta). A atração entre os dois é forte e depois de uma noite juntos ela se surpreende ao descobrir estar grávida, o que faz com que o contato com o pai da criança precise ir muito além de um encontro casual. Davi é um ativista ambiental e faz da sua vida uma luta para salvar a última parte não poluída da Baía de Guanabara. Ele é um grande empecilho para as ambições de Álvaro (Irandhir Santos), empresário de ética duvidosa que é o principal cliente de Vitória. Álvaro é dono de uma fábrica de plástico em expansão e que burla normas ambientais. Com todos esses acontecimentos e relações, a advogada, e agora mãe de dois, precisa rever seus valores e comportamento.

Ao longo da trama, as três mulheres vão descobrir um elo que vai ligar suas vidas para sempre.









 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »