17/10/2019 às 08h00min - Atualizada em 17/10/2019 às 08h00min

Mostra de documentários etnográficos são exibidos na UFU

Campus Santa Mônica recebe projeto em dois dias com entrada franca

DA REDAÇÃO
“Bimi, Shuku Ikaya” abre a programação em Uberlândia | Foto: Divulgação

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) é mais uma vez parceira do forumdoc.mg - Festival do Filme Documentário e Etnográfico - Fórum de Antropologia e Cinema. Com berço em Belo Horizonte, onde está na 22ª edição, o braço itinerante do festival será realizado no Campus Santa Mônica em dois dias com entrada franca a todos os interessados.

Realizado pela Associação Filmes de Quintal e em Uberlândia com coordenação da professora Valéria de Paula Martins, docente da área de Antropologia do Instituto de Ciências Sociais (UFU), o projeto traz sessões comentadas das obras apresentadas. O forumdoc.mg é reconhecido como um dos mais importantes festivais do gênero e reúne produções cinematográficas do Brasil e de diversos países do mundo.

Associa pesquisa, produção e divulgação do conhecimento, com destaque para a antropologia e o uso de recursos audiovisuais, principalmente para fortalecer a cena do cinema de inovação, invenção e do filme etnográfico. Assim, cumpre-se o papel de trazer novas perspectivas formais, novas relações com a diversidade cultural e com as questões existenciais, sociais e políticas de nosso tempo.

Segundo Valéria de Paula, o forumdoc.mg em Uberlândia uma oportunidade única de aliar fruição estética e reflexões acerca da alteridade e dos encontros e desencontros que podem se dar na e por meio da produção audiovisual. A iniciativa dialoga não só com o corpo universitário como também busca o diálogo contínuo e qualificado com a comunidade tanto da cidade quanto da região onde ela se encontra.

A abertura será com “Bimi, Shuku Ikaya”, de Isaka Huni Kuin, Siã Huni Kuin e Zezinho Yube (Acre, Cor, 52 min). O telefilme mergulha na trajetória de vida de Bimi, Mestra Artesã que se tornou liderança política de sua Aldeia Segredo do Artesão/Tarauacá-Acre, atividade essencialmente masculina, obtendo o reconhecimento de sua Terra Indígena. O filme dá voz e visibilidade aos anseios e desejos das mulheres indígenas, permitindo um novo olhar e debate sobre a feminilidade indígena e suas formas de protagonismo.

Os comentários são de Kawany LourdesTupinambá - Cacique do Movimento dos indígenas não-aldeados do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Mina)
 
SERVIÇO
O QUE: forumdoc.mg em Uberlândia
FILME DE ABERTURA: “Bimi, Shuku Ikaya”- Isaka Huni Kuin, Siã Huni Kuin, Zezinho Yube. Acre | Cor | 52 min
QUANDO: quinta-feira (17) a partir das 14h e sexta (18) a partir das 9h30
LOCAL: Anfiteatro do bloco 1S do Campus Santa Mônica da UFU
ENTRADA FRANCA
INFORMAÇÕES: forumdoc.org.br





 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »