25/09/2019 às 08h02min - Atualizada em 25/09/2019 às 08h02min

Zema convida empresário de Uberlândia para assumir secretaria de Estado

Luiz Alexandre Garcia, executivo da Algar, ocuparia cargo de secretário estadual de Desenvolvimento Econômico

SÍLVIO AZEVEDO
Governador confirmou indicação ao Diário de Uberlândia durante entrevista nesta terça-feira (24) | Foto: Sílvio Azevedo
Em entrevista ao Diário de Uberlândia, o governador Romeu Zema confirmou a indicação do empresário Luiz Alexandre Garcia para ocupar o cargo de secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico. O anúncio do convite havia sido feito nesta terça-feira (24) em uma reunião com empresários da cidade e lideranças políticas durante visita do político à cidade.

Luiz Alexandre é presidente do conselho de administração do Grupo Algar. O então secretário de Desenvolvimento Econômico, Manoel Vítor de Mendonça, pediu desligamento do cargo por motivos pessoais na semana passada. Ele continua no cargo até que o novo titular assuma.

Segundo Romeu Zema, o executivo uberlandense possui o perfil que o Governo do Estado busca para compor o grupo de secretariado. “O Luiz Alexandre Garcia foi cogitado pelo histórico profissional, uma pessoa que a própria trajetória diz muito, tudo que ele já contribuiu com a empresa familiar dele. Ele tem todas as prerrogativas para substituir nosso atual secretário”.

Entre os pontos favoráveis, está o fato da Algar, grupo da família Garcia, ser uma das maiores do ramo de tecnologia no Estado, que está expandindo para outras regiões do país. “O nome dele surgiu com uma força muito grande porque ele é esse profissional que poderia agregar muito, inclusive de uma empresa que atua na área de tecnologia, que nós sabemos que o estado tem um potencial muito grande. Nada como ter alguém que já vivenciou essa área para estar contribuindo”.

Agora, o governo aguarda uma resposta do executivo, que está de férias e pediu um prazo para responder se aceita ou não, assumir a pasta. “Por questões de ordens pessoais, ficou de analisar e, como está de férias, nos dará o retorno dentro de uma semana a 10 dias. Estamos aguardando esse retorno. Caso ele não aceite, temos outros nomes que estão sendo cogitados”, disse Zema.

O Diário de Uberlândia entrou em contato com a assessoria do grupo Algar, que informou que o executivo se encontra em férias. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico já foi ocupada por outro empresário de Uberlândia. Rogério Nery, executivo da TV Integração, chegou a assumir o cargo durante o governo de Alberto Pinto Coelho, em 2014.

Plano de recuperação fiscal
Zema esteve em Uberlândia nesta terça-feira (24) cumprindo  agenda de visitas e reuniões. Pela manhã, ele esteve no Uberlândia Medical Center (UMC), visitou uma empresa de processamento de alimentos e, à tarde, esteve no Hospital do Câncer antes de ministrar uma palestra no evento Sankhya Talks, no Center Convention. No meio aos compromissos, atendeu com exclusividade ao Jornal Diário de Uberlândia.

Entre os assuntos também abordados na entrevista com o governador Romeu Zema está o plano de recuperação fiscal, que tem como objetivo equilibrar as contas do Estado e que será apresentado e votado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Entre os pontos mais polêmicos, está o que revisa premiação para servidores efetivos.

“O Estado caminhou para um processo que ele usa tudo que arrecada para pagar a folha e não sobra para mais nada. Então a reforma vai possibilitar esse regime de recuperação fiscal e que esses aumentos que são automáticos, por antiguidade, promoções, entre outros, venham a ser revistos e, consequentemente, em um médio e longo prazo as contas sejam equilibradas”.

Romeu Zema defendeu que os funcionários públicos devam ser bem remunerados, mas ressaltou que essas premiações têm onerado muito o Estado.

“Nós precisamos lembrar que o funcionário público deve ser remunerado adequadamente e até ganhar mais que o equivalente dele no setor privado, mas que isso é o suficiente. Ele tem estabilidade, tem uma serie de prerrogativas que quem está no setor privado não tem, mas ficar acumulando outras vantagens ou privilégios tem onerado os estados de tal forma que na atual situação você paga a folha de pagamento e não sobra dinheiro para custear hospitais, escolas, segurança pública”.

Questionado sobre o pagamento do 13º dos servidores no ano de 2019, Romeu Zema afirmou que tudo depende de uma manobra financeira do Estado, mas que, se atrasar, deverá parcelar o pagamento. “Estamos fazendo uma operação financeira que, muito provavelmente, vai nos possibilitar. Se ela atrasar não temos o recurso, mas vamos pagar parte em dezembro, janeiro e fevereiro. Não queremos fazer como no ano passado, desse prazo se alongar tanto. Então queremos encurtá-lo ao máximo ”.


Zema esteve na cidade para cumprir agenda e fazer palestra durante o evento Sankhya Talks | Foto: Eduardo Simioni

Sankhya Talks
Um dos compromissos de Romeu Zema em Uberlândia foi o Sankhya Talks, evento de tecnologia e inovação, onde palestrou. Entre os temas abordados, o governador falou sobre o trabalho que tem feito à frente da administração pública estadual.

“O que eu tenho dito sempre para o setor produtivo é que meu governo é amigo de quem investe, trabalha e gera empresa. Todos os setores terão apoio do nosso governo, como já temos feito com o agronegócio, indústrias e setor de tecnologia”.

O evento reuniu cerca de 1,5 mil pessoas no Center Convention ontem e contou com 14 palestrantes, entre eles o jornalista William Waack e o fundador da Easy Taxi, Tallis Gomes. De acordo com o diretor de inovação da Sankhya, Fabio Felipe, a proposta é criar um momento de reflexão e que novos pensadores surjam com ideias inovadoras.

“Nós gostamos de provocar a classe empresarial, os líderes e gestores, e sempre tivemos vontade de fazer isso numa amplitude maior. Hoje temos nomes fortes de empreendedores e isso pode contribuir muito para trazer novas ideias para os grandes líderes que temos aqui na região do Triângulo”.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »