24/09/2019 às 10h03min - Atualizada em 24/09/2019 às 17h29min

Operação Nêmesis cumpre mandados contra alvos em Uberlândia

Mandados na cidade foram cumpridos nos bairros Luizote, Custódio Pereira e Marta Helena

GIOVANNA TEDESCHI
Operação cumpre mandado de prisão no bairro Luizote | Foto: Diário de Uberlândia
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Patos de Minas deflagrou, nesta terça-feira (24), a Operação Nêmesis na região. Em Uberlândia, houve cumprimento de mandados em três endereços e contra dois alvos. O intuito da ação é desarticular um esquema de enriquecimento ilícito, e diversos outros crimes, cuja quadrilha era integrada também por servidores públicos.

Um mandado de prisão foi cumprido na rua Sebastião Vieira do Santos, bairro Luizote de Freitas e dois de busca e apreensão nos bairros Custódio Pereira e Marta Helena.

A operação cumpriu, no total,  71 mandados de busca e apreensão e 42 mandados de prisão em Patos de Minas, Patrocínio, Presidente Olegário, Serra do Salitre, Araxá, Uberaba, Uberlândia, Sete Lagoas, Monte Carmelo, São Paulo, Mairiporã e São José do Rio Preto. Até a tarde, já haviam sido presas 46 pessoas (40 pelos mandados e seis por crimes em flagrante. Além disso, foram apreendidos 33 veículos, 133 celulares, oito armas de fogo, 310 munições, 50 computadores e mais de R$ 265 mil.

Os mandados, expedidos pelo Judiciário da comarca de Patos de Minas, são contra uma quadrilha que teria cometido crimes como homicídios, concussão, corrupção, prevaricação, falsidade ideológica,  furto e roubo de veículos, de cargas,  de fazendas, de estabelecimentos comerciais, receptação e adulteração de sinais identificadores de veículos, cárcere privado, inserção de dados falsos em sistemas de informações dos bancos de dados da Administração Pública, adulteração de sinal identificador de veículo, lavagem de capitais, falsificação e comercialização de documentos públicos. 

A investigação acontece desde 20 de março deste ano. Após um homicídio ser solucionado e o mandante preso, o Gaeco e a Polícia Militar (PM) contribuíram para descobrir um sistema de enriquecimento ilícito promovido por agentes públicos. Foram identificadas mais de quarenta pessoas que atuam no empreendimento criminoso.

Para garantir o cumprimento dos decretos de prisão preventiva e os mandados de busca, apreensão e sequestro de veículos, participaram da ação 270 policiais militares, duas aeronaves, viaturas caracterizadas e descaracterizadas, drones, cães. Gaecos de outras cidades, e também do estado de São Paulo, dão apoio às ações.

NEMÊSIS
Na mitologia grega, Nêmesis era a deusa do equilíbrio e do destino, que punia o comportamento desviante dos homens que quebravam as leis estabelecidas. Além de ser uma opositora da arrogância e orgulho, Nêmesis também defendia as pessoas que tinham sido punidas por crimes que não tinham cometido.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »