19/09/2019 às 08h02min - Atualizada em 19/09/2019 às 08h02min

IBGE irá contratar mais de 700 pessoas em Uberlândia

Editais de processos seletivos começam a ser lançados a partir de sexta-feira (20)

SÍLVIO AZEVEDO
Daniel Nunes, do IBGE, disse que o Censo do próximo ano está mais tecnológico | Foto: Valter de Paula/Secom/PMU
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) irá realizar processo seletivo para contratar 715 pessoas que irão trabalhar na captação de dados do Censo 2020 em Uberlândia. As vagas serão destinadas aos cargos de coordenador censitário de subárea (4 vagas), agente censitário municipal (4), agente censitário supervisor (80) e recenseador (627).

O edital para contratação de coordenador censitário de subárea será publicado nesta sexta-feira (20), no site do IBGE, enquanto os dos demais cargos somente no primeiro semestre de 2020. “Até julho a gente tem que estar com todo o pessoal contratado para treinamento para começar a coleta em agosto”, disse o coordenador de área do censo demográfico em Uberlândia, Daniel Nunes de Souza, em entrevista após a primeira Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo Demográfico 2020, realizada ontem à tarde no anfiteatro da Prefeitura de Uberlândia.

Para dar suporte aos recenseadores e local para estoque de equipamentos, Uberlândia terá oito centros de coleta de informações. Durante a reunião, foi solicitado que o Município e entidades civis e empresas cedam espaços para a instalação desses centros. Também foram abordados temas e metodologias que serão utilizados para captação dos dados demográficos e ainda sobre o processo seletivo de contratação de pessoal.

Realizado a cada 10 anos, o Censo Demográfico dá dimensão para que os governos federal, estadual e municipal tenham parâmetros de investimentos em áreas como saúde, educação e saneamento básico. Em 2020, os dados serão coletados em três meses, entre agosto e outubro.

“Apesar do Censo começar em agosto de 2020, o planejamento começa bem antes, em janeiro, com a base territorial, organização do Censo no município, estrutura que será montada. Nessa primeira reunião são passadas informações preliminares sobre a organização do Censo 2020”, disse Nunes.

O município de Uberlândia foi dividido em regiões da zona urbana e rural, que foram subdivididos em setores menores, para facilitar o trabalho dos recenseadores e garantir que todos os domicílios sejam visitados e evitar duplicidades.

Os assentamentos, reconhecidos pelo IBGE como aglomerados subnormais, também serão visitados. “Eles já foram identificados, juntamente com a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, tanto na área urbana e rural. Já identificamos e os dividimos em setores, que serão passados para os recenseadores”, disse.

Cada recenseador receberá um dispositivo que terá controle de trajetórias e registros de coordenadas que garantirão mais eficiência e exatidão na coleta de informações. “Esse censo está mais tecnológico. Nosso dispositivo móvel de coleta (DMC) é georreferenciado, evitando que uma residência seja contada duas vezes ou que a do lado não seja contada. A gente vai visitar todos os domicílios e com essa ferramenta a gente pode garantir isso”, explicou Daniel Nunes.

O prefeito Odelmo Leão participou da abertura do evento e pediu para que a comunidade abra as portas aos recenseadores e responda ao questionário por achar que é importante no planejamento de políticas públicas do Município. “Com essas informações vamos planejar nosso futuro. Número de habitantes, questão da educação, área social, as dificuldades. Portanto, essas informações, para nós como gestores e até para os empresários, é fundamental”.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »