17/09/2019 às 07h30min - Atualizada em 17/09/2019 às 07h30min

Visões em diferentes perspectivas

MUnA recebe exposições de Beatriz Rauscher, Douglas de Paula e Ueslei Almeida

ADREANA OLIVEIRA
A artista Beatriz Rauscher “Vulcões, Desertos, Montanhas e Mares” | Foto: Adreana Oliveira

Os artistas, em suas incansáveis buscas, acabam, às vezes até sem querer, surpreendendo aqueles que contemplam suas obras levando-os a questionar seus próprios momentos. O Museu Universitário de Arte (MUnA), quando abre novas exposições, é sempre um convite à essas visões em diferentes perspectivas. A nova mostra reúne obras dos artistas Beatriz Rauscher, Douglas de Paula e Ueslei Almeida.

A visita começa pode começar pela galeria, onde está “Complexidade do ver”, de Ueslei Almeida, que em suas acrílicas sobre painel apresenta janelas e portas que podem culminar em um céu azul, com ou sem nuvens, ou mesmo em um momento nublado. Seria um rastro de fuga ou um ponto de partida? O fim, ou um recomeço?

O céu ali, não é bem o limite. O arquiteto, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Arte da UFU, reúne suas duas paixões em obras produzidas nos últimos três anos. A geometria empregada naquelas cores vibrantes brinca com os sentidos de quem observa os quadros.

“Trato aqui de diferentes perspectivas, todas as obras têm uma janela, ou uma saída que ganham configurações diferentes dependendo do ponto de vista do espectador, do ângulo em que é visto”, disse Almeida, na noite de abertura.

No mezanino os visitantes são convidados a uma viagem pelas lentes de Beatriz Rauscher em “ Vulcões, Desertos, Montanhas e Mares”. Ela enverada em detalhes e planos abertos por paisagens contempladas em diferentes partes do mundo e dialoga com o contexto da imagem e a formação de um significado a partir dela.

Desenvolvido na residência pós-doutorado na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, o trabalho da artista é um mergulho em seu acervo fotográfico, todo digital.

“Foi uma forma de perceber essas imagens em momentos diferentes. Em um acervo tão grande me vi questionando sobre qual a relevância delas e selecionando algumas entre centenas. No meio digital às vezes acumulamos muito e com o avançar da tecnologia também me questiono como essas imagens serão exibidas no futuro”, comentou a artista.

A sala Lucimar Belo traz a instalação “Haluz EnCantus”, de Douglas de Paula, artista plástico e professor da UFU que desenvolveu o trabalho durante o doutorado na Universidade de Brasília (UnB). A projeção ganha contornos diferentes à medida em que o espectador entra na sala, interagindo com um som agradável que nos leva a percorrer, junto com ela, os feixes de luz.

“A luz é algo que me acompanha desde menino e de uma forma ou de outra sempre está presente nos meus trabalhos. Aqui eu mostro de forma sutil a presença dela e as transformações possíveis em milésimos de segundos”, explicou.

 

O convite está feito. Confira abaixo os horários de visitação do MUnA.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Museu Universitário de Arte (@muna.ufu) em


 
SERVIÇO
O QUE: Exposições: “Vulcões, Desertos, Montanhas & Mares”, “Haluz Encantus” e “Complexidade do Ver”
ARTISTAS: Beatriz Rauscher, Douglas de Paula e Ueslei Almeida
LOCAL: Museu Universitário de Arte – MUnA (Rua Coronel Manoel Alves, 309, Fundinho)
QUANDO: até 5 de outubro, visitação de segunda a quinta, das 8h30 às 18h30, sexta-feira das 8h30 às 21h e sábado das 10h às 17h
ENTRADA FRANCA
CLASSIFICAÇÃO: livre
INFORMAÇÕES: 3231-9121


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »