23/08/2019 às 10h15min - Atualizada em 23/08/2019 às 10h15min

CDDU entrega primeira cadeira de ação solidária

Instituição do esporte paralímpico de Uberlândia tem como meta doar mais nove cadeiras até março

Éder Soares
A aposentada Maria Célia recebeu a cadeira da equipe do CDDU - CDDU/Divulgação
A campanha de arrecadação de lacres de latinhas realizada pelo Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU) começa a dar os primeiros resultados. Iniciada no mês passado, a campanha “Lacre Solidário” tem como meta arrecadar 1,4 mil garrafas pets de dois litros cheias com as pecinhas de alumínio, com o objetivo de angariar dinheiro para comprar dez cadeiras de rodas, que serão doadas para pessoas e entidades locais que precisam desses aparelhos. O número de cadeiras é alusivo a cada ano de vida do clube.  São necessários 140 garrafas pets para cada cadeira.

Nesta semana, a instituição esportiva local já conseguiu entregar a primeira cadeira. A beneficiada foi a aposentada Maria Célia de Oliveira Barcelos, cuja idade não foi informada, e que foi uma indicação de uma sócia-fundadora do CDDU. “A gente foi até a casa dela fazer uma visita e verificamos que realmente ela precisava da cadeira. Então resolvemos fazer esta primeira doação para ela, que sofreu um AVC, está acamada e não conseguia tomar um banho de sol por não ter a cadeira”, disse Emilene dos Santos, coordenadora de projetos do CDDU e que está com a Seleção Brasileira de Halterofilismo Paralímpico no Peru, para a disputa do Parapan em Lima, a partir desta sexta-feira.

“Com a ajuda de muitas pessoas, conseguimos entregar a primeira cadeira de rodas da campanha. Não tem nada no mundo que pague a satisfação e a realização que vivemos com esta primeira entrega. Ver o olhar dela (Célia) para a cadeira e seu sorriso para nós, a todo momento, não tem preço. Agradecemos a todos que colaboraram para conseguirmos esta primeira cadeira. A campanha continua e já estamos na contagem para a segunda cadeira”, afirmou Emilene.

A direção do CDDU quer arrecadar o montante de lacres até março do ano que vem, quando serão completados 11 anos do clube. As doações dos lacres podem ser feitas diretamente na sede da instituição, que fica no bairro Santa Mônica, procurando a coordenadora de projetos Emilene dos Santos, ou no Uberlândia Tênis Clube (UTC), com o treinador da equipe de halterofilismo paralímpico da CDDU/Futel, Weverton dos Santos (os dois retornam de Lima após o dia 1º de setembro).

Segundo Emilene, cada cadeira tem o custo médio de R$ 400 e pode representar muito na vida de quem não tem condições de comprar. “Essa é só uma das campanhas que iremos fazer, é o começo. É um trabalho gigante, pois para cada cadeira precisaremos arrecadar 140 garrafas pets cheias de lacres. É uma ação social em comemoração a estes dez anos de muitas vitórias e que esperamos retribuir um pouco do que conseguimos neste período, com o trabalho de inclusão das pessoas deficientes não só no esporte, mas também na sociedade”, disse.

CDDU


O CDDU tem dez anos no trabalho com atletas paralímpicos e mantém parceria com a Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel). Com mais de 50 atletas em três modalidades esportivas, os times disputam competições em nível nacional e internacional de atletismo e bocha, com treinamentos no Centro de Iniciação Esportiva (CIE), além do halterofilismo no UTC.
Os convocados do CDDU e que estão em Lima com a Seleção Brasileira de Halterofilismo são: Amanda Aparecida Santos de Sousa, Ângela Faria Teixeira, Elizete Ernestina de Araújo, Lara Aparecida Ferreira Sullivan de Lima, Luciano Bezerra Dantas, Mateus de Assis Silva e Rodrigo Rosa de Carvalho Marques, que serão acompanhados pelo treinador Weverton Lima dos Santos e pela auxiliar técnica Emilene dos Santos. Já Matheus Rodrigues Carvalho, na bocha, será acompanhado do seu calheiro, Oscar Carvalho.
 
Pontos de entrega dos lacres
Sede CDDU: Francisco Ribeiro 1970 – Santa Mônica
UTC (procurar Weverton): Avenida Cipriano Del Fávero 741 – Centro
Contatos: [email protected]
Cel: 99124-6262
Notícias Relacionadas »
Comentários »