22/08/2019 às 08h26min - Atualizada em 22/08/2019 às 08h26min

Tecnologias aplicadas ao agronegócio são apresentadas em Uberlândia

Tendências foram compartilhadas por empresas do ramo durante encontro nesta semana na cidade

SÍLVIO AZEVEDO
Uma das ferramentas é o Climate FieldView, da Bayer, que atende mais de 4 mil produtores rurais no Brasil | Foto: Bayer/Divulgação
A agricultura brasileira conta cada vez mais com a tecnologia como aliada para melhorar resultados nas lavouras, com safras cada vez mais rentáveis e otimizando tempo e gastos com insumos. Seja utilizando equipamentos como drones, maquinários com tecnologia de última geração ou aplicativos instalados em celulares e tablets.

De olho na oportunidade de negócios com um dos setores mais importantes da economia brasileira, grandes empresas têm investido em plataformas digitais que dão suporte aos agricultores.

Uma dessas ferramentas é o Climate FieldView, da Bayer, que hoje atende mais de 4 mil produtores rurais no Brasil e que ajuda na hora de preparar a terra para o plantio e na colheita. De acordo com o gerente de produto da Bayer, Guilherme Belardo, a plataforma dá oportunidade ao produtor de tomar as decisões mais assertivas no campo.

“O FieldView é o produto digital da Climate, com isso o agricultor consegue gerar mapa de colheita, pulverização, plantio em tempo real na cabine em praticamente todos os equipamentos do mercado. Com esses dados em mãos o agricultor pode tomar as melhores decisões no dia a dia. Além disso, a gente lançou mais de 100 novas novidades na plataforma”, disse Guilherme Belardo.

Para a agrônoma e responsável pelos campos de soja de uma empresa produtora de sementes de Rio Verde (GO), Patrícia Dias, o uso da tecnologia contribui para que o produtor extraia o máximo da sua terra e garanta uma maior rentabilidade.

"Eu vejo as tecnologias digitais que estão surgindo como algo positivo que agrega para o produtor que saiba usá-las. Essas técnicas estão mais simplificadas e buscam se unificar a única plataforma, de uma forma mais direta e mais fácil”, diz.

Ainda de acordo com Patrícia Dias, é possível explorar as plataformas para administrar os problemas encontrados na lavoura para evitar desperdícios e perdas, já que o investimento em insumos e sementes é alto. “É poder driblar o tempo, questão de clima, poder extrair o máximo da genética que o produtor investe e é cara”, completa a agrônoma, ressaltando que a tecnologia também aponta os problemas existentes e aponta soluções. “Cabe ao produtor pegar e trabalhar esses dados para que ele possa melhorar”.

Nos últimos dois meses, a Bayer reuniu agricultores de todo Brasil para discutir o tema agricultura digital e falar sobre as novidades do FieldView. Foram 32 cidades visitadas sendo Uberlândia a última delas. O encontro foi na terça-feira (20) no Centro de Treinamento da Bayer, que fica na BR-452, zona rural do município.

Durante o evento em Uberlândia, a Climate, que é o braço da agricultura digital da Bayer, apresentou novidades da plataforma, como a disponibilização das prescrições manuais de sementes e fertilizantes
.
“Para esse ano estamos anunciando as prescrições referentes aos fertilizantes, onde baseado nos mapas e informações que o agricultor tem na fazenda, ele consegue gerar dentro da ferramenta uma prescrição [da quantidade] de semente ou de fertilizantes para cada área ou zona. O programa gera esses arquivos e são exportados para as máquinas que fazem essa aplicação”, explicou o gerente de negócios da Bayer.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »