21/08/2019 às 08h00min - Atualizada em 21/08/2019 às 08h00min

Ex-Uberlândia Esporte são campeões da Série D

Rodney vestiu a camisa do Verdão em 2017, enquanto Airton disputou Série D do ano passado

EDER SOARES
Versátil, Rodney pode atuar de lateral, volante e meia | Foto: Brusque/Divulgação

Das quatro divisões do Campeonato Brasileiro, uma delas, a Série D, que é o começo para as equipes que pretendem adentrar às divisões principais do futebol nacional, acabou no último final de semana com o título do Brusque (SC). Já a Série C terá no próximo final de semana a última rodada da fase classificatória, e consequentemente começaram as quartas de finais, até se conhecer os quatro novos integrantes da Série B. 

Voltando para a quarta divisão nacional, que teve a partida final disputada no último domingo (18), na Arena Amazônia, o confronto colocou frente a frente Brusque e Manaus (AM). No confronto Norte x Sul estiveram alguns conhecidos do torcedor uberlandense. As equipes empataram no tempo normal por 2 a 2, e nas cobranças de pênaltis o Brusque venceu por 6 a 5, ficando com o título. Além dos dois finalistas, subiram ainda para a Série C de 2020: Ituano (SP) e Jacuipense (BA)

Pelo lado da equipe catarinense, o clube contou com a ajuda do versátil Rodney, que atua como lateral-direito, volante e meia. Ele vestiu a camisa do Uberlândia Esporte Clube em 2017, ano em que o clube fez boa campanha na elite do Campeonato Mineiro e conquistando vagas para a Série D e Copa do Brasil.

O jogador deixou saudades para o torcedor alviverde, que constantemente lembra do jogador pelas redes sociais. “Foi um bom ano e conquistar um acesso na Série D, ainda mais com título, não é nada fácil e só quem disputa esta competição é quem sabe disso. Fico feliz também por saber do carinho do torcedor do Uberlândia por mim e quem sabe um dia a gente possa retornar”, disse Rodney.

Outro campeão da quarta divisão nacional pelo Brusque é o lateral esquerdo Airton, que no ano passado foi titular na Série D, quando comandado pelo jovem técnico Felipe Surian, o Verdão fez boa campanha, mas acabou sendo eliminado nas oitavas de final pelo Caxias (RS).

No Manaus, vice-campeão, estavam o técnico Wellington Fajardo, que treinou o Verdão por cinco vezes, além de jogadores como o lateral esquerdo Vandinho e o zagueiro Martony, que também vestiram a camisa alviverde. Ângelo Márcio, ex-goleiro e diretor do Verdão foi o responsável pela montagem da equipe amazonense.

Apesar da perda do título, Wellington Fajardo, garante que o trabalho foi bem feito e o os objetivos do Manaus foram alcançados. “Tivemos a melhor campanha entre os 68 clubes do Campeonato Brasileiro da Série D, inclusive, um ponto a mais que o Brusque. Mas o objetivo principal, que era resgatar o futebol amazonense e o acesso à Série C, nós temos o orgulho de ter conquistado. Nas oito partidas que disputamos em casa durante a competição, levamos quase 200 mil torcedores ao estádio, conseguimos colocar de volta aquele orgulho do povo amazonense, de colocar a camisa do seu time e ir torcer por ele”, afirmou Fajardo.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »