14/08/2019 às 08h43min - Atualizada em 14/08/2019 às 08h43min

Autor confesso mata garota de programa e chama a PM em Uberlândia

Mulher teria sido assassinada por causa de uma dívida com traficante; corpo ainda não foi identificado

GIOVANNA TEDESCHI

Um homem de 42 anos chamou a Polícia Militar (PM) na noite de terça-feira (13), por volta das 18h20, e confessou ter assassinado uma mulher de programa, de aproximadamente 40 anos de idade. Ele informou à polícia o local onde estava o corpo.

A ocorrência foi registrada em um matagal no cruzamento das avenidas Alexandrino Alves Vieira e Elis Regina, no bairro Esperança, em Uberlândia. O homicídio teria ocorrido por volta das 15h, segundo informou o próprio suspeito. Ele alegou que recebeu uma quantia em drogas para matar a mulher, que teria uma dívida com uma traficante local. Segundo citou, ela devia cerca de R$ 20, o valor de quatro pedras de crack.

O homem teria atraído a vítima até o local dizendo que queria fazer um programa por R$ 30. Quando entraram no matagal, disse ter acertado a mulher com diversas pedradas, a maioria na cabeça, e que só foi embora quando percebeu que ela havia morrido. O suspeito afirmou ainda que usou cocaína para conseguir executar o crime.

Os militares entraram com o homem no matagal e encontraram o corpo em estado de rigidez cadavérica. Após a perícia, o cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e até o fechamento esta edição não havia sido identificado. O suspeito recebeu voz de prisão em flagrante e na manhã de ontem e foi conduzido ao Presídio Jacy de Assis.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »