05/08/2019 às 08h04min - Atualizada em 05/08/2019 às 08h04min

Atlético-MG vence e mantém Cruzeiro na zona de rebaixamento do Brasileirão

Galo fica na quarta colocação após resultado; Mano Menezes colocou cargo à disposição, mas diretoria do clube celeste mantém treinador

FOLHAPRESS
Vinícius comemora gol no Independência | Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Com gols de Vinícius e Nathan, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro por 2 a 0 na noite de hoje, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi disputado no estádio Independência.

O Galo fica com a quarta colocação da competição nacional, com 24 pontos conquistados, oito a menos que o líder Santos. A Raposa fica na zona de rebaixamento (17º), com apenas dez pontos conquistados. O Atlético volta a campo em 10 de agosto para enfrentar o Fluminense, às 21h (de Brasília), pelo Brasileirão. O Cruzeiro disputará uma partida antes. Os comandados de Mano Menezes jogarão contra o Inter na quarta-feira (7), às 21h30 (de Brasília), pela semifinal da Copa do Brasil.

O Atlético-MG apostou em lances de contra-ataque na partida de hoje, diante do Cruzeiro. Com menos posse de bola, mesmo dentro de casa, o time comandado por Rodrigo Santana optou por "entregar a bola" para o adversário e sair em velocidade. Apesar do estilo de jogo adotado, o time foi o que mais criou chances de marcar, principalmente com finalizações de fora da área. Cazares e Vina foram os que mais levaram perigo à meta adversária. Em um dos lances, o camisa 29 estufou a rede.

Acostumado a dar a bola e contra-atacar em velocidade, o Cruzeiro mudou sua postura, chegando a ficar com a bola em 70% do tempo. Mas a posse não foi acompanhada da intensidade e passes rápidos, uma das marcas do time. Sem conseguir infiltrar, a melhor chance saiu no chute de fora da área de Henrique. Referência na criação, Thiago Neves esteve apagado, e isso refletiu diretamente nas tabelas mal feitas e passes errados. Um deles terminou com o gol de Vinicius.

 

Mano coloca cargo à disposição após derrota; Cruzeiro mantém treinador

Mano Menezes se reuniu com a diretoria do Cruzeiro após a derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG, no Independência, e colocou o cargo à disposição do clube. O técnico disse que deixou a cúpula à vontade para demiti-lo se quisesse. Porém, escutou um discurso de respaldo ainda no vestiário.

Em entrevista coletiva, ele explica o que houve nos bastidores da equipe após o revés para o arquirrival em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Pois é. Eu sempre trabalho com transparência. Antes de vir aqui, fiz uma reunião no vestiário e deixei as pessoas da direção à vontade se quiserem tomar uma atitude que não seja dar continuidade ao trabalho. Não quero ser eu o empecilho para a recuperação do Cruzeiro. Deixei bem claro antes de vir aqui. A direção colocou confiança no trabalho do treinador. Tenho confiança que posso fazer a recuperação", disse o técnico.

Ele ainda explica por que o Cruzeiro vive má fase em 2019. A equipe está na 17ª posição do Brasileirão, com dez pontos, e luta contra o rebaixamento. Nos últimos 17 confrontos, só conseguiu uma vitória.

"Se não estiver enganado, quando começamos a temporada, o senhor me fez a seguinte pergunta: 'vai jogar para ganhar tudo?'. Esse era o Cruzeiro para o ano. Era a perspectiva que se tinha pela frente. O Cruzeiro passou por dificuldades como clube, nós passamos por dificuldade como time. A reunião disso tudo acarretou no que estamos atravessando hoje. Temos muitas coisas para resolver", declarou.

O Cruzeiro chegou, na noite deste domingo, a sete partidas seguidas sem balançar as redes. O maior jejum de sua história. Fora de campo, a situação também não é boa. A Raposa encontra dificuldades financeiras para pagar salários e é investigada por Polícia Civil de Minas Gerais e Ministério Público por supostas irregularidades em documentos da atual gestão.

Atlético-MG x Cruzeiro
Motivo: 13ª rodada do Brasileirão
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 4 de agosto de 2019 (domingo)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Neuza Ines Back (Fifa/SP)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS) Gols: Vina - 45'/1ºT (1-0); Nathan - 46'/2ºT (2-0)
Gols: Vina - 45'/1ºT (1-0); Nathan - 46'/2ºT (2-0)
Cartão amarelo: Elias, Jair (Atlético-MG); Luis Orejuela, Thiago Neves, Fred (Cruzeiro)
ATLÉTICO-MG
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair, Elias, Vina (Nathan) e Juan Cazares (Geuvânio); Yimmi Chará e Ricardo Oliveira (Rafael Papagaio). T.: Rodrigo Santana.

CRUZEIRO
Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Robinho), Thiago Neves (David) e Marquinhos Gabriel; Pedro Rocha (Sassá) e Fred. T.: Mano Menezes.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »