30/07/2019 às 07h58min - Atualizada em 30/07/2019 às 07h58min

Escolas de Uberlândia receberão dois pocket shows nesta semana

Apresentações tem como objetivo aproximar alunos ao jazz e blues

DA REDAÇÃO
A banda Black Bone é uma das atrações do Fundinho Festival 2019 | Foto: Divulgação

A 3ª edição do Fundinho Festival Jazz e Blues é no sábado (3). Mas o evento já movimenta Uberlândia. Nesta terça (30) e quarta-feira (31), para entrar mais no clima do festival, alunos de duas escolas municipais receberão em primeira mão uma palinha do que será apresentado. Às 11h20, na Escola Municipal Eurico Silva, aproximadamente 500 alunos devem assistir ao pocket show com dois integrantes do Dog Brother’s Quinteto, grupo de Uberlândia que mistura a o jazz dos cabarés com outros ritmos como ska, afrobeat e reggae. Eles são os responsáveis por abrir o festival no sábado, às 16h, no Palco Uberlândia.

Na quarta (31) é a vez dos alunos da Escola Municipal Afrânio Rodrigues assistirem ao pocket show da Black Bone, turma entre 8h40 e 9h10 e outra entre 9h30 e 10h. Segundo Vinícius Fabri, um dos integrantes da banda, eles vão levar um repertório recheado de clássicos do blues passando por suas diferentes vertentes e lendas do gênero. Será um formato acústico, mais intimista com 2 violões e gaita. Eles apresentam o show completo no festival no sábado, às 18h, no Palco Coreto.

De acordo com Marcelo Mamede, coordenador de produção, a iniciativa visa a formação de plateia, aproximando os estudantes destes dois gêneros musicais, jazz e o blues. Os pocket shows foram viabilizados por meio do patrocínio do Sistema Martins e é uma contrapartida social oferecida por meio de projetos que são realizados através do PMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura.

As atrações do 3º Fundinho Festival são, na ordem, divididos em dois palcos a partir das 18h na praça Clarimundo Carneiro: Dog Brother's Quinteto, Miltons convida Fernando Rodovalho e Luís Otávio, Black Bone, Di Stéffano Quarteto, André Youssef Trio e Rosa Marya Colin com Participação Especial de Jefferson Gonçalves (Rio de Janeiro). Entrada franca.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »