24/07/2019 às 15h29min - Atualizada em 24/07/2019 às 15h29min

Professor concorre a prêmio mundial com pesquisa em biomecânica desenvolvida na UFU

Carlos José Soares desenvolveu pesquisa na área de odontologia e será o primeiro sul-americano a chegar nas finais da premiação nos EUA

DA REDAÇÃO
Carlos José Soares é professor do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Odontologia (Foufu) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e um dos finalistas do prêmio “Mimics Innovation Award” reconhecido mundialmente.  A premiação ocorre entre os dias 14 e 16 de agosto em Nova York.

O prêmio existe desde 2008 e seleciona trabalhos de três regiões do mundo: América, Europa e Ásia. Os projetos escolhidos devem ter pesquisas na área de biomecânica, ou seja, que utilizem a análise mecânica para diagnóstico ou proposta de tratamentos de problemas de saúde.

Essa é a primeira vez, nos últimos 14 anos, que um dos finalistas é da faculdade de Odontologia. Também é a primeira vez que um sul-americano é selecionado como finalista do prêmio, que será entregue durante um evento na Columbia University. 

PESQUISA
A pesquisa selecionada foi fruto da dissertação de um aluno de mestrado com a colaboração de pesquisadores da University of Tennessee. O financiamento foi feito pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). 

O trabalho foi pensado em uma vertente social e gerado junto à extensão em Traumatismo Dento Alveolar, que é desenvolvida há 15 anos na Foufu. Segundo o professor, muitos pacientes que sofrem traumatismos, impactando apenas um dente da região, desenvolvem tardiamente reabsorções das raízes de dentes vizinhos que não foram afetados pelo trauma. Sendo assim, os dentes não afetados sofrem uma lesão que acaba por encurtar a raiz, fazendo com que o dente perca volume.

Os pesquisadores desenvolveram modelos computacionais a partir de tomografias de pacientes que sofreram esse tipo de trauma e provaram que as tensões residuais geradas em um dente podem atingir a raiz dos dentes ao lado e desenvolver o processo de reabsorção, que pode levar até a perda do mesmo.

Com isso, o trabalho traz recomendações importantes de como melhor diagnosticar traumatismos em dentes anteriores como os incisivos centrais, laterais e os caninos, diagnosticando precocemente as lesões e prevenindo danos maiores. 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »