09/07/2019 às 17h26min - Atualizada em 10/07/2019 às 09h30min

Homem que esfaqueou primo no Residencial Pequis é preso

Autor foi abordado nesta terça-feira (9) no bairro Pacaembu; ele confessou o crime que ocorreu no último domingo (7)

BRUNA MERLIN

O autor do homicídio registrado no último domingo (7), no bairro Residencial Pequis, foi preso na manhã desta terça-feira (9) em Uberlândia. O criminoso tem 33 anos e era primo da vítima. Ele confessou o crime à polícia. 

 

A abordagem dele ocorreu no bairro Pacaembu por volta das 7h. Após rastreamentos, uma equipe da Polícia Militar (PM) encontrou o homem em uma residência, se preparando para fugir para Goiás, e o encaminhou para a Delegacia Regional de Polícia Civil.

 

O delegado de Homicídios Fábio Ruz informou ao Diário de Uberlândia que o homem confessou o crime e disse que a motivação se deu após uma briga que teve com a vítima de 39 anos: ele teria pego a bicicleta do primo emprestada para comprar bebida e demorou para voltar, o que gerou o desentendimento. “Ele também confirmou que foi atacado pela vítima no momento da discussão e que tentou se defender”, explicou Ruz.

 

Na delegacia, o suspeito disse ter agido em legítima defesa porque o outro o homem o empurrou e jogou uma caixa de cerveja nele. Por isso, o delegado Ruz o encaminhou a um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) logo após a prisão. O inquérito que apura o crime será encaminhado ao Fórum Abelardo Penna nos próximos dias.

 

CRIME

O crime ocorreu na noite do último domingo (7), em uma residência localizada na rua Inhambu Xinta no bairro Residencial Pequis. A vítima foi esfaqueada no pescoço após se envolver em uma briga com o primo.

 

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima teria sido socorrida até a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) Planalto ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

 

ANTECEDENTES

Conforme apuração da polícia, ambos tinham antecedentes criminais. A vítima havia matado a mulher em 2013 durante uma briga. De acordo com informações da época, o casal residia no bairro Jardim Brasília. Em 30 de novembro, o marido teria flagrado a esposa conversando com um estranho e lhe desferiu um golpe de ferro na cabeça. Já o autor tem passagem envolvendo drogas.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »