07/07/2019 às 10h40min - Atualizada em 07/07/2019 às 10h40min

Sebrae oferece treinamento voltado para as mulheres em Uberlândia

Projeto incentiva o empreendedorismo feminino com acompanhamento de dois anos

SÍLVIO AZEVEDO
Kelly Magalhães espera compartilhar experiência e obter novos aprendizados | Foto: Sílvio Azevedo
Segundo dados apresentados pelo Sebrae, a taxa de juros cobrada do público feminino chega a 34,6% ao ano, enquanto a dos homens é de 31,1%, mesmo com o índice de inadimplência maior, 4,2% contra 3,7% delas. Mas uma iniciativa busca mudar essa realidade. O programa Sebrae Delas quer fomentar ideias e negócios liderados por mulheres, incentivando o crescimento e empoderamento econômico e ainda gerar novas oportunidades.

Em Uberlândia, o lançamento do Sebrae Delas será no dia 18 de julho, às 18h30, no auditório do Sebrae (R. Izaú Rangel de Mendonça, 20 - Santa Mônica) com a palestra “Mulheres de Alto Impacto”. O primeiro encontro é gratuito e as inscrições podem ser feitas pelo site sympla.com.br, com vagas limitadas.

Segundo a analista e embaixadora do Sebrae Delas, Daiana Rodrigues, a expectativa é capacitar mais de 200 mulheres em todo o estado de Minas Gerais. "É um projeto continuado onde a gente espera acompanhar o desenvolvimento delas e formar uma rede para fortalecer o empreendedorismo feminino. A ideia é fazer um acompanhamento de dois anos”.

O projeto busca atingir mulheres que já têm o próprio negócio e querem desenvolver, e também as que desejam entrar no mercado. “Vamos articular parcerias, envolver outros fatores para que possam dar o suporte a essas mulheres que estarão conosco nos dois anos. É uma oportunidade única que elas terão de se capacitar e participar dessa rede de apoio e suporte ao empreendedorismo feminino”, disse Daiana.

Os estudos apresentados pelo Sebrae ainda apontam que as mulheres têm melhor gestão, controle financeiro e são mais organizadas, porém têm mais dificuldades. Outro fator é a insegurança na hora de negociar. “Quando a gente fala de soft skill, que são comportamentos diferenciados que o mercado tem exigido, elas ainda têm dificuldades. A intenção é capacitar as mulheres nesses comportamentos que elas têm mais dificuldades que os homens para que tenham as mesmas oportunidades, e possam se fortalecer no mercado”, afirmou a analista.

Essa busca por uma troca de experiências foi o que convenceu a empresária Kelly Magalhães, 32, a participar do Sebrae Delas. Proprietária de uma agência de viagens há dois anos, ela espera que o encontro gere novas oportunidades de aprendizado para o mercado. “A mulher tem vários desafios e acho importante compartilhar com outras mulheres o que está dando certo, o que podemos aplicar no nosso negócio. A principal busca é conhecimento, compartilhar experiências e fazer relacionamentos com empreendedoras que passam pelos mesmos desafios”.

Além de aprender, Kelly quer passar um pouco da sua experiência como empreendedora para as demais participantes. “Acredito que terá mulheres de todos os níveis. Se tem vontade de abrir um negócio, enfrenta, coloque seu desejo à frente de tudo e vá buscar a informação. Antes de abrir a agência, participei de outro treinamento do Sebrae, voltado para o empreendedorismo, onde aprendi técnicas de como tocar o negócio. Então acho que dá para compartilhar um pouco da experiência do que é sair do zero em busca do sonho”.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »