04/07/2019 às 08h09min - Atualizada em 04/07/2019 às 08h09min

Manoel Cipriano lança livro na sexta-feira (5)

“Conto e Poesias: Fragmentos do Cotidiano” é a sexta obra do autor radicado em Uberlândia

DA REDAÇÃO
O autor Manoel Cipriano | Foto: Divulgação

O escritor maranhense, radicado em Uberlândia, Manoel Cipriano de Oliveira, lançará, nesta sexta-feira (5), em seu sexto livro, “Conto e Poesias: Fragmentos do Cotidiano” (Autografia), no Espaço Cultural do Mercado Municipal, com entrada franca, das 17h às 21h.

Na obra, o autor expressa, em versos, as manifestações do existir humano a partir dos acontecimentos do dia a dia existencial. Segundo Cipriano, o livro resulta das experiências do dele pelas estradas da vida. “São palavras que foram tomando formas e sentido de expressão da existência durante a primeira metade dos anos oitenta do século 20. Uma obra que expressa nada mais nada menos do que a materialização de alguns momentos em que a inspiração poética levou o autor a rabiscar algumas linhas na tentativa de retratar o dia a dia existencial em forma de conto e de poemas”, escreve o autor, em material de divulgação do livro.

Nas páginas do livro poder-se-á lançar o olhar sobre poemas que falam do nascer e do morrer; pode-se também se deparar com poemas que buscam traduzir a luta pela sobrevivência de mulheres e homens como qualquer um de nós. De igual modo, a leitora e o leitor poderão voltar o olhar sobre poemas que tentam expressar a paixão e o amor entre o homem e a mulher. Neste diapasão, há poemas que versam sobre a situação de opressão e de dor dos esquecidos e marginalizados que vivem o dia a dia com a falta de um bocado pão para comer, sem um lugar para morar, sem saber o que é cidadania e dignidade humana, enfim.

O autor explica que são linhas que procuram traduzir, poeticamente, os acontecimentos existenciais do dia a dia; pois a vida, em suas nuances natural e histórica expressa e exala a pura poesia. Traduzi-la em palavras, nada mais é do que uma tentativa de materializar o belo em signos e significados. Assim é que fenômenos biológicos, acontecimentos sociais e manifestações culturais estão no substrato que faz a inspiração poética se tornar pura realidade. É isso que o Manoel Cipriano tenta expressar em verso e prosa.

Para ele, trata-se ainda de uma obra inacabada, pois não poderia ter a pretensão de ser a palavra final sobre o poético; nem esta seria a intenção do autor, uma vez que a vida não se prende aos limites dos conceitos que se fazem sobre a caminhada existencial; além do que, a busca da perfeição faz com que a atividade literária se submeta, sem qualquer dúvida, aos limites da imperfeição humana.

Manoel Cipriano também é autor de artigos e obras completas como “Noções básicas de filosofia do direito” (2001); “Amazônia”, mais do que um poema... uma vida” (2005); “O mendigo: um homem à soleira da igreja e à margem da sociedade” (2010); “Vida de retirante: do arame farpado à favela, a trajetória de uma família” (2014) e “Jogador de Futebol: você também já sonhou ser um” (2017).
 
O AUTOR
Manoel Cipriano Oliveira nasceu em 23 de dezembro de 1961, em Bom Princípio, zona rural do Município de Esperantinópolis, Estado do Maranhão, unidade federativa do Nordeste Brasileiro.  É o terceiro de uma família de 19 filhos de Santana Santos Oliveira e Assis Cipriano Oliveira, dos quais 12, ou nasceram mortos ou morreram logo ao nascer, e um deles morreu aos trinta e cinco anos, vítima da violência urbana que grassa as cidades brasileiras.

Até os 16 anos, participou da migração da família, no vai e vem da luta pela sobrevivência, residindo nas cidades de Joselândia, Tuntum e Barra do Corda, quando se separou da família, tendo esta seguido para Imperatriz, região tocantina maranhense e entrada da Amazônia Legal.

Ainda aos dezesseis anos, ingressou na Igreja Católica, onde finalizou o primeiro grau, concluiu o colegial, cursou filosofia racional e iniciou os estudos de teologia, como interno da Ordem Religiosa dos Frades.

Franciscanos Capuchinhos. Conviveu com estes em Barra do Corda, São Luis e Belém, onde deixou esta congregação. A partir de então, integrou o Seminário Maior da Diocese de Grajaú, pelo qual continuou os estudos de teologia, em São Luís, Capital do Estado do Maranhão. Desligou-se da igreja, em caráter definitivo, aos vinte e seis anos, em 1987.

Em janeiro de 1988, migrou para Uberlândia, onde constituiu família e atualmente reside, depois de uma temporada morando em Cuiabá (MT), entre junho de 1999 e julho de 2004.

Mestre em Educação, graduado e Especialista em Direito, com bacharelado e licenciatura em Filosofia, todos pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Além de advogado, foi Professor Universitário, Defensor Público e Servidor do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, no qual exerceu o Cargo de Analista Judiciário na função de Oficial de Justiça da Seção Judiciária do Estado do Mato Grosso, em Cuiabá, onde aposentou-se.
 
SERVIÇO
O QUE: “Conto e Poesias: Fragmentos do Cotidiano”
QUEM: Manoel Cipriano Oliveira
QUANDO: sexta-feira (5), às 19h30
ONDE: Espaço Cultural do Mercado Municipal (Rua Olegário Maciel, 255, Centro), com acesso pela rampa
CLASSIFICAÇÃO: livre
ENTRADA FRANCA
SAIBA MAIS:
Na ocasião, a obra contará com um preço promocional de R$ 25, depois poderá ser adquirido pelo valor normal, R$ 35. Sobre o autor: facebook.com/mciprianooliveira
INFORMAÇÕES: 3235-7790.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »