30/05/2019 às 17h09min - Atualizada em 30/05/2019 às 17h09min

Uberlândia é contemplada com programa estadual de revitalização de escolas

Governo de Minas Gerais destinou R$ 21 milhões para reformas em 132 unidades de ensino do estado

DA REDAÇÃO
Secretária de Educação, Julia Sant’Anna, e o governador, Romeu Zema | Foto: Divulgação
O governo de Minas Gerais anunciou, nesta quinta-feira (30), o início de obras de revitalização de escolas estaduais por meio do programa “Mãos à obra na escola”. Serão destinados R$ 21 milhões para intervenções em 132 unidades de 92 municípios de várias regiões do estado. Em Uberlândia, segundo a Secretaria de Educação (SEE), apenas a escola estadual Messias Pedreiro será beneficiada.

As unidades contempladas nesta primeira etapa do programa foram definidas com base em critérios técnicos de ponderação de urgência, de acordo com o governo. Fazem parte dessa lista unidades que necessitam de obras emergenciais, como construção de muros, reforma de telhados, banheiros, cozinha, refeitórios, rede elétrica, reforço estrutural de salas de aula, substituição de portas, reforma geral de instalações, entre outras.

Os R$ 21 milhões que serão investidos foram disponibilizados pela Secretaria de Estado de Educação após esforços de otimização e melhoria de processos já existentes na pasta. Os recursos para a primeira fase do “Mãos à obra na escola” já estão assegurados e serão liberados pela SEE no decorrer dos próximos quatro meses. Ao fim desta primeira etapa do programa, o Governo de Minas anunciará o valor a ser investido na segunda fase, além das novas unidades escolares que serão atendidas.

Durante o evento de lançamento do programa, em Belo Horizonte, a secretária de Educação, Julia Sant’Anna, mostrou imagens das escolas que serão revitalizadas. “A gente vai começar a se orgulhar em breve. Os indicadores vão começar a melhorar brutalmente, porque já estamos conseguindo fazer coisas que são essenciais. Em 2019, só até agora, final de maio, já foram repassados a municípios e a unidades escolares um total de R$ 263 milhões para cobrir as despesas de alimentação estadual e transporte”, disse Julia Sant’Anna. A cerimônia também foi acompanhada pelo governador, Romeu Zema.

Os técnicos da Secretaria de Educação fazem, anualmente, o diagnóstico de infraestrutura escolar. Esse levantamento, feito in loco, verifica as condições da estrutura física de cada unidade escolar. Essas informações são cadastradas em um sistema no qual se classifica a condição geral do prédio.

Com as informações obtidas nas vistorias e com base nas necessidades de cada escola, a equipe da SEE elabora um plano de atendimento.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »