29/05/2019 às 09h30min - Atualizada em 29/05/2019 às 09h30min

Sem verba, campus do IFTM em Uberlândia pode parar no 2º semestre

Contingenciamento afeta processos seletivos e funcionamento; recursos federais garantem atividades até julho

CAROLINE ALEIXO
Direção do Campus Centro tem feito remanejamentos após corte de verbas por parte do MEC | Foto: Diário de Uberlândia/Arquivo
O campus Centro do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), em Uberlândia, não vai contar com dois cursos e cerca de 60 novas vagas que estavam previstos para os próximos meses. Além disso, a direção já está realizando remanejamentos internos em virtude do contingenciamento de verbas federais voltadas à Educação e afirma que há recursos para funcionar até, no máximo, julho.

As ações em Uberlândia vão ao encontro das medidas anunciadas, na última segunda-feira, pela reitoria do Instituto, que suspendeu todos os processos seletivos de cursos técnicos e de especialização para ingresso no 2º semestre de 2019 nos campi. Segundo o comunicado, a medida também ocorre em virtude do contingenciamento de verbas orçamentárias por parte do Ministério da Educação (MEC). Os processos seletivos em andamento continuam ocorrendo normalmente.

O diretor geral do campus IFTM Centro Uberlândia, Gustavo Prado Oliveira, afirmou que 65% do orçamento recebido pela unidade são voltados ao funcionamento do campus. Diante disso, o contingenciamento fez com que fossem restringidas as aquisições na instituição.

“O corte em cima dessa fonte [para funcionamento] foi em torno de 37%. Eu gastava em média R$ 1,5 milhão ao ano para funcionar. Com o corte, esse valor foi para R$ 950 mil mais ou menos. O impacto tem sido bem negativo porque o contingenciamento ocorreu principalmente na fonte de funcionamento do campus”, disse.

O funcionamento engloba contratos com prestadores de serviço, pagamentos de energia, água, entre outros. As outras fontes como fomento (pesquisa e extensão), além de capacitação dos servidores, representam uma parcela mínima do orçamento anual.

Prado disse que o campus está priorizando o pagamento de contratos e das despesas básicas. Quanto à decisão adotada pela reitoria do IFTM nos nove campus da região, foi informado que não é possível bancar encargos de concursos e processos seletivos. Por isso, resolveu-se pela suspensão de novos processos.

O campus Centro ofereceria dois cursos para ingresso no próximo semestre, de marketing (nível superior) e técnico em redes, com a oferta de 60 vagas. Os editais estão suspensos.

O Diário procurou o campus Uberlândia, na zona rural, para saber dos impactos na unidade, contudo nenhum responsável foi localizado na tarde desta terça-feira (28).

RECURSOS LIMITADOS
A direção do campus Centro ainda reforçou que não há previsão para regularizar a situação, uma vez que o IFTM depende dos recursos federais para manter o funcionamento. Destacou também que os recursos enviados mensalmente já não estavam chegando integralmente e o contingenciamento prejudicou ainda mais as contas.

“No quarto mês é que regularizou. Hoje estamos no quinto mês, mas estamos trabalhando com orçamento de quatro meses. Com esse contingenciamento, se chegar em torno de 40% eu consigo trabalhar até junho, julho. Então existe até um risco do campus ter que fechar”, finalizou o diretor.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »